top of page
banner niteroi carnaval 780x90px 16 02 24.jpg

PM reforça segurança na Parada Do Orgulho LGBTI+ em Copacabana


Para dar segurança aos participantes e manter a ordem pública durante a Parada do Orgulho LGBTI+, a Secretaria de Estado de Polícia Militar empregará mais 850 policiais militares na orla de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, no domingo (19/11). Durante o evento, os agentes do 19ºBPM, unidade responsável pelo policiamento de Copacabana, além de equipes do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Regimento de Cavalaria Enyr Cony dos Santos (RCECS) e do Batalhão Especial de Rondas e Controle de Multidões (RECOM), estarão posicionados ao longo da Praia de Copacabana e nas principais vias de acesso ao evento.

Divulgação

O Grupamento Aeromóvel (GAM) acompanhará os trios elétricos em tempo integral utilizando helicópteros tripulados e drones, produzindo imagens em tempo real sobre toda a movimentação na área do desfile. Além das imagens geradas pelas aeronaves, haverá policiais militares atuando com câmeras corporais, todas conectadas ao sistema de monitoramento do CICC.


Além do reforço no policiamento, a Operação Verão acontecerá integralmente com policiais militares empenhados em toda a orla carioca, com equipes circulando em quadriciclos, viaturas e motocicletas.


Todo o esquema de policiamento foi apresentado à organização do evento na última terça-feira na sede do 19º BPM.


Prefeitura do Rio levará serviços à população


A Prefeitura do Rio apoia a 28ª Parada Do Orgulho LGBTI+ Rio 2023 e reunirá vários órgãos na Avenida Atlântica, em Copacabana, durante o evento que acontece neste domingo, 19/11. A concentração será na pista da orla, na altura da Rua Souza Lima (posto 5), a partir das 11h. O desfile está programado para iniciar às 15h e irá percorrer a extensão à beira mar até a Rua Rodolfo Dantas. A partir das 9h, equipes da Prefeitura vão estar em uma tenda montada na altura da Rua Souza Lima. No local, serão prestados serviços para a população como atendimentos, informações sobre vacinas, esclarecimentos diversos e distribuição de materiais informativos.


Para Carlos Tufvesson, Coordenador da Diversidade Sexual, pasta ligada à Casa Civil, a Parada sempre será um momento histórico.


“Faz parte do movimento LGBTI+ por marcar a luta pelos direitos civis. Nós, como Prefeitura do Rio, aproveitamos a ocasião para levar os serviços municipais para a população presente no evento. Estaremos lá desde às 9h com o intuito de esclarecer, informar e acolher cariocas e turistas que queiram saber mais sobre nossa atuação”.


A Coordenadoria da Diversidade Sexual (CDS-Rio) estará disponível para atendimento à população na tenda da Prefeitura. Dentre as atividades, a CDS-Rio oferecerá um ponto para recebimento de denúncias com atendimento jurídico para cidadãos, além de realizar inscrição para todos os programas desenvolvidos por eles. A CDS-Rio também fará distribuição de folhetos e outros materiais de informação sobre prevenção, por exemplo.

Volta da Parada Orgulho LGBTI+ ao Rio, após a pandemia / Foto: David Souza / Prefeitura do Rio

A Coordenadoria da Diversidade Sexual também vai comandar a distribuição de preservativos internos e externos, gel lubrificante e 40 mil panfletos sobre PREP e PEP, além de tornar mais conhecido do público projetos capitaneados pela CDS-Rio como:


Dam+: projeto em parceria com a SME que oferece complementação do ensino fundamental a pessoas trans evadidas das escolas pelo preconceito e discriminação, prejudicando assim sua inserção no mercado formal de trabalho;


Garupa: parceria com a SMS que visa desconstruir as barreiras de acesso de pessoas LGBTI+ em situação de vulnerabilidade social à saúde;

Diversidade Qualificada – parceria com o SENAC-RJ que oferece cursos gratuitos de formação profissional à população LGBTI+ de baixa renda

Em 2021, o Garupa foi selecionado pela Bloomberg Philanthropies em parceria com a Organização Mundial da Saúde e a Vital Strategies para o programa “Partnership for Healthy Cities: Covid-19 Response”.


Secretaria Municipal de Saúde


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio estará presente na parada LGBTI+ neste domingo (19/11), das 9h às 15h. No evento, em parceria com a Coordenadoria da Diversidade Sexual (CDS-Rio), serão disponibilizados estandes de promoção da saúde, oferecendo informações sobre cuidados sexuais e reprodutivos, de combate à sífilis; controle do tabagismo e derivados fumígenos (dispositivos eletrônicos); distribuição de preservativos internos e externos; orientações sobre o uso do PrEP e PEP; dicas de cuidados com a alimentação e com as ondas de calor; e vacinação com os imunizantes contra covid-19, influenza, hepatite e também a antitetânica.


Além disso, as equipes do Garupa e do Rap da Saúde – Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde da SMS – estarão presentes no evento, contribuindo com orientações, distribuindo preservativos internos e externos e esclarecendo as dúvidas da população.


CET-Rio: Esquema especial de tráfego para a 28ª Parada do orgulho LGBTI+ Rio


As interdições de trânsito serão feitas por etapas. A primeira será iniciada às 23h30 de sábado (18/11) com a interdição da Av. Atlântica, pista junto à orla, entre a Rua Francisco Otaviano e a Rua Miguel Lemos, para o posicionamento dos trios elétricos. Às 7h de domingo (19/11), será implantada a área de lazer da Av. Atlântica, pista junto à orla, como ocorre aos domingos e feriados. A partir das 10h, está prevista a interdição da Av. Atlântica, pista das edificações, no trecho entre a Rua Joaquim Nabuco e a Av. Princesa Isabel, além de seus acessos, em caso de ocupação da via pelo público. A área de lazer da Av. Atlântica, bem como a interdição da pista junto às edificações, serão mantidas até o término do evento, a desocupação da via pelo público e a limpeza das pistas, com a liberação ao tráfego de veículos prevista até às 23h. A inversão de mão da Av. Atlântica, pista das edificações, funcionará em seu horário habitual, das 7h às 18h.


A operação de trânsito contará com 80 agentes, entre Guardas Municipais, operadores da CET-Rio e apoiadores de tráfego, que vão trabalhar para manter a fluidez, ordenar os cruzamentos, orientar pedestres e motoristas, além de efetuar os bloqueios. As condições do trânsito serão monitoradas quanto a eventuais impactos e os tempos semafóricos serão ajustados para melhorar a fluidez nas rotas alternativas e nos principais corredores de tráfego da região. Painéis de mensagens variáveis vão informar sobre a interdição da Av. Atlântica e as condições de tráfego nas vias do entorno.


Proibições de estacionamento


A partir das 18h de sexta-feira (17/11) às 23h do dia 19/11:


Av. Nossa Senhora de Copacabana, entre a Rua Francisco Otaviano e a Av. Princesa Isabel;

Rua Figueiredo de Magalhães, lado direito, entre a Av. Atlântica e a Av. Nossa Senhora de Copacabana;

Rua Rodolfo Dantas; -Rua Bolívar, entre a Av. Atlântica e a Av. Nossa Senhora de Copacabana


Recomendações


Utilizar transporte público para chegada e saída do evento. Devido às interdições para a realização da Parada, é recomendado que os motoristas busquem rotas alternativas para seus deslocamentos e, se possível, evitem passar pela região, pois o trânsito deverá estar impactado.


Comlurb prepara esquema especial de limpeza para a 28ª Parada do Orgulho LGBTI+ em Copacabana


A Comlurb preparou um esquema especial de limpeza. Os trabalhos de preparação começarão às 7h. Serão 204 garis, sendo 116 da rotina do bairro, mais 88 especialmente escalados para atuar diretamente no evento no calçadão, ciclovia, canteiro central e pista do desfile. O trabalho consiste na limpeza e manutenção da pista da Av. Atlântica e ruas transversais, incluindo os acessos às estações de metrô Cantagalo, Siqueira Campos e Cardeal Arcoverde, com serviços de varrição, esvaziamento de papeleiras e dos 150 contêineres colocados especialmente para o evento, desde a concentração, no Posto 5, até a Avenida Princesa Isabel.


Os garis vão trabalhar com o apoio de oito carros pipas d`água para lavagem das vias com água de reuso, dois caminhões satélites, dois caminhões compactadores e dois caminhões basculantes, duas varredeiras de grande porte, quatro motobombas, seis tratores de praia, dois tratores de praia com implemento traseiro para revolver e higienizar a areia. Os veículos e equipamentos serão utilizados em todo o trajeto da parada, inclusive nas ruas adjacentes, e depois voltam a ser utilizados na limpeza de todas as praias da orla da Zona Sul, onde mais 184 garis mantêm a limpeza.


Os 88 garis destacados para a Parada vão atuar na pista, na ciclovia, no calçadão e nas areias, antes, durante e após o evento. Serão colocados 250 contêineres em toda a orla, 300 na areia e 50 de 1.200l para o descarte correto dos resíduos.


Fontes: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Assessoria de Comunicação da Prefeitura do Rio

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner niteroi carnaval 300x250px 16 02 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page