Polícia estoura cartório da milícia em Rio das Pedras


(Reprodução)

A Força-Tarefa da Polícia Civil no combate às milícias prendeu nesta quarta-feira (9) a presidente da Associação de Moradores de Rio das Pedras e outros 18 suspeitos de integrarem as milícias da região, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A associação é apontada pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) como cartório da milícia. A líder comunitária Maria Vanderleia de Sousa foi autuada em flagrante por roubo de energia elétrica, uma das fontes de exploração ilegal de serviços dos milicianos.

Além das prisões, a operação da Força-Tarefa mirou as fontes de renda da organização criminosa, que cobra taxas de segurança dos moradores e da venda de TV a cabo, água, internet, gás e energia elétrica. As comunidades da Muzema e da Gardênia Azul também foram alvos da ação.

Dois homens foram presos em flagrante enquanto extorquiam moradores e comerciantes da Gardênia, tendo sido apreendidos com eles material próprio para cobrança de taxas.

Citado pelo Globo, o diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), delegado Felipe Curi, disse que desde que a Força-Tarefa foi criada, a polícia já efetuou cerca de 650 prisões. "As ações deram um prejuízo a este tipo de organização criminosa na ordem de R$ 1,5 bilhão. Vamos continuar atuando. As ações não têm data para terminar. Estamos enfraquecendo as milícias e prendendo seus integrantes", disse.

Além das taxas cobradas, os milicianos faturam com a grilagem de terras, construções irregulares e transporte alternativo, entre outras atividades criminosas, sendo as transações imobiliárias as mais lucrativas.

Atuaram na operação: a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO), a Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD), a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), a Delegacia do Consumidor (Decon), a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), a Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), a Divisão de Capturas da Polícia Interestadual (DC-Polinter), a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), a Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), a Delegacia Fazendária (Delfaz) e a Delegacia de Combate às Drogas (DCOD).


Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif