Polícia Federal desmonta tráfico de cocaína Brasil-Holanda


(Foto: Divulgação/PF)

Cerca de 60 agentes da Polícia Federal cumpriram nesta terça-feira (24) 12 mandados de prisão preventiva e 15 de busca e apreensão dentro da Operação Tamoios, que visa desmontar quadrilha que atua usando meios marítimos para enviar cocaína do Brasil para a Holanda.

Segundo a PF, após dois anos de investigação, foi identificado que o grupo utilizava pequenas embarcações pesqueiras e mergulhadores profissionais para o tráfico sob o pretexto da pesca artesanal e do mergulho. Os carregamentos eram acoplados a grandes embarcações.

Sendo assim, transportavam grandes partidas de cloridrato de cocaína para o Porto de Rotterdam, na Holanda.

O percurso da droga começava no Rio de Janeiro, seguia para o Espírito Santo e de lá para o país europeu. No Rio, foram expedidos oito mandatos e no Espírito Santo quatro.

Foram apreendidos mais de 200 quilos de cloridrato de cocaína, 14 veículos de luxo e encontrados seis imóveis de alto padrão pertencentes ao grupo no Rio, Mangaratiba (RJ) e Guarapari (ES). Também foram apreendidos R$ 827 mil em espécie.

Os portos marítimos brasileiros se tornaram um ponto de passagem fundamental na rota do tráfico de cocaína entre os países andinos que a produzem e o mercado consumidor na Europa.

Só no ano de 2016, a Receita Federal e a Polícia Federal, em operações conjuntas, encontraram e apreenderam 15 toneladas da droga em contêineres - nove vezes mais do que foi apreendido nos principais aeroportos do país.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg