'Por mim comprava só saco preto', teria dito Pazuello


O ex-ministro Eduardo Pazuello e a dentista Andrea Barbosa (Reprodução)

A dentista Andrea Barbosa, ex-mulher de Eduardo Pazuello, declarou, em entrevista exclusiva à revista Fórum nesta segunda-feira (28), que o general disse "coisas bárbaras" na crise da falta de oxigênio hospitalar em Manaus durante a segunda onda da pandemia de covid-19, quando dezenas de pessoas morreram à espera do insumo que não foi providenciado a tempo pelo Ministério da Saúde. Ela conta que ouviu do ministro a seguinte frase: "Se fosse por mim comprava só saco preto".

"Minhas questões são pessoais, mas também são coletivas, vi o descaso com que ele tratou as pessoas", afirmou Andrea, que diz ser a favor da ciência.

A ex-mulher do general acredita que o interesse da CPI da Covid em procurá-la se deve a uma postagem que ela fez em rede social onde dizia que "sabia demais".

Andrea reagiu a uma fala do presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), que “não estavam atrás de informações da vida particular de ninguém”. Ela respondeu: “Não vou depor numa CPI para um bando de homens misóginos, que vão querer me fritar porque sabem que sou de esquerda. Homem nenhum vai ter empatia, o foco é me desqualificar.” Andrea, no entanto, se colocou à disposição para depor em uma sessão fechada na comissão parlamentar de inquérito, no Senado.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg