Prêmio espanhol de colégio do ano vem para Niterói


A equipe de espanhol do coléio comemora o prêmio conquistado / Divulgação

Nesta terça-feira, 15, o Instituto GayLussac recebeu o 1º lugar do Prêmio “Colegio del Año en Español”, promovido pelo Escritório de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil em parceria com o Instituto Miguel Cervantes de São Paulo. Entre os critérios de avaliação do concurso estavam: o impacto na consciência multicultural e na sensibilidade dos estudantes; o impacto global dentro da comunidade escolar; e o impacto sobre as famílias e a comunidade local. O principal objetivo do prêmio, destinado às escolas públicas e privadas, é reconhecer o trabalho de professores brasileiros que contribuem significativamente para a melhoria da qualidade do ensino de espanhol no país. Para se candidatar, na categoria de Ensino Fundamental II, era obrigatório apresentar um portfólio, e o Instituto GayLussac apostou no compartilhamento de projetos de língua espanhola que ultrapassam o ensino do idioma e comprovam o compromisso com uma educação de qualidade e humanista que beneficia não somente os alunos, mas, também, o mundo à sua volta. A professora e orientadora de Língua Espanhola, Susana Martinez, destaca que o concurso foi uma oportunidade de mostrar o trabalho da escola e também de avaliá-lo: “O processo de elaboração do portfólio foi árduo e reflexivo. Com ele pudemos olhar para trás e para frente ao mesmo tempo. Percebemos o quanto fizemos e ainda podemos fazer porque acreditamos no que fazemos. O ensino do espanhol do Gaylussac sobrepassa os conteúdos e o folclore; é um instrumento para o futuro dos nossos alunos, uma ferramenta para abrir fronteiras e melhorar o mundo”, afirma. O concurso levava em conta, ainda, critérios de ensino e aprendizagem, inovação tecnológica e projeção exterior do colégio com a comunidade e entidades sociais e culturais brasileiras ou estrangeiras. Entre os projetos de língua espanhola apresentados pela escola estavam a “Semana do idioma espanhol” e o “Convivência + Humana”, desenvolvido há três anos, pela professora de Espanhol, Rosana Devisate, junto à psicologia, de forma interdisciplinar, e que trata as dificuldades de convivência recorrentes entre os alunos do 8º ano, incluindo casos de bullying. No que tange os impactos na comunidade e os globais, a escola destacou a simulação do Fórum da ONU, no qual os alunos precisam solucionar conflitos internacionais; a formação continuada dos professores de Espanhol e o programa Aprendizagem Sem Fronteiras; e os projetos sociais apoiados pela escola que contam com a participação voluntária dos alunos, como o IVA Solidário, o Arraiá d’ajuda e o GayLussac In Concert. “Felicidade é pouco para expressar o que sentimos neste momento. Este prêmio é fruto de muito trabalho com toda uma equipe que se dedica dia a dia para fazer o melhor. Aprendemos e ensinamos juntos: diretores, coordenadores, professores, alunos e responsáveis, auxiliares, toda a equipe técnica e administrativa. Somos muitos e este prêmio é de todos”, ressalta Susana Martinez.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg