Prefeito do Rio garante 2ª dose só até o fim de semana


Profissional da educação sendo vacinada contra a Covid-19 no Rio (Foto: Edu Kapps/Prefeitura)

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), disse nesta quinta-feira (29) que não deve faltar vacina para aplicar a segunda dose na população da cidade neste momento.

Segundo Paes, o motivo para a garantia do estoque se deve ao fato de que o governo municipal, mesmo com a autorização dada pelo Ministério da Saúde, para o uso já para a primeira dose do estoque de 50% da quantidade de imunizantes originalmente destinados para completar a vacinação, a Secretaria Municipal de Saúde fez uma reserva técnica.

"Ela não é uma reserva de 100%, mas é uma reserva que nos dá o conforto de, caso aconteça um atraso, como ocorreu esta semana, que a gente continue aplicando", disse o prefeito.

Eduardo Paes participou inauguração de mais um posto de vacinação, agora na Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador, zona norte do Rio, em uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde, a Força Aérea Brasileira e o Comando Conjunto Leste.

"Temos sim condições de fazer isso [manter a campanha de vacinação] até o fim de semana e esperamos que, na segunda-feira, como prometido, cheguem as doses da vacina. Chegando as doses a gente prossegue normalmente. A princípio não há nenhum risco para as pessoas que já foram vacinadas e aguardam para tomas a segunda dose. Podem ter tranquilidade", afirmou.

Paes disse que, mesmo que haja atraso, o objetivo é "não parar o processo de vacinação" na cidade.

"A nossa lógica aqui é a seguinte: chegou vacina, a gente quer aplicar. Quanto mais gente vacinar melhor. A Fiocruz está regularizando a sua produção, produzindo quase um milhão de vacinas por dia. Se a gente seguir neste ritmo, a gente só quer dar boa notícia: antecipar, acelerar. Mais idade, mais gente. Este esforço é permanente", declarou.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: