top of page
banner niteroi carnaval 780x90px 16 02 24.jpg

Prefeitura amplia malha cicloviária na Região Oceânica

O segundo lote de obras do sistema cicloviário da Região Oceânica será inaugurado ainda este mês. O lote 2 é um grupo de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas implantadas e requalificadas na Região Oceânica, contemplando os bairros de Piratininga, Camboinhas, Santo Antônio, Serra Grande, Itaipu e Itacoatiara.

Foto: Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

No total, com a inauguração do segundo trecho, a Região Oceânica terá um total de 60 quilômetros de ciclovias. As obras do primeiro lote foram iniciadas em 2021 e compreendem 21 quilômetros de infraestrutura cicloviária, que incluem áreas como a Praia de Piratininga e as avenidas Almirante Tamandaré, em Piratininga, e Irene Lopes Sodré, no Engenho do Mato. As intervenções em Piratininga já foram concluídas e o trabalho, agora, está concentrado no Engenho do Mato.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, enfatiza que, com estes investimentos, será possível ultrapassar a marca de 100 quilômetros de ciclovias até 2024.


“Os investimentos realizados pela Prefeitura de Niterói nos últimos anos com a implantação de ciclovias como a da Avenida Marquês do Paraná, no Centro, e com a abertura da ciclovia Avenida Professor João Brasil, na Zona Norte, mostram que também criamos oportunidades de investimento na cidade, de geração de emprego e de oportunidades para a população. Só na Região Norte da cidade, por exemplo, até 2024, serão mais 20,6 quilômetros de ciclovias, com investimentos de mais de R$ 8 milhões. Vamos continuar apostando nas políticas públicas de incentivo à mobilidade sustentável”, destacou Axel Grael.

Foto: Luciana Carneiro / Prefeitura de Niterói

De acordo com o coordenador do Niterói de Bicicleta, Filipe Simões, a ciclofaixa da Cornélio de Melo, a ciclovia da Avenida Florestan Fernandes e a ciclovia da Matias Sandri são as três infraestruturas cicloviárias mais recentes da cidade. Com elas, é possível chegar até as praias de Camboinhas e Itacoatiara em faixas seguras para bicicletas.


“Também fez parte do escopo do lote 2 a requalificação da Avenida Francisco da Cruz Nunes e da Estrada de Itacoatiara, com soluções que qualificaram os pontos de ônibus que passam pelas ciclovias, designando espaço dedicado para embarque e desembarque e para ciclistas com segurança para ambos. Vale destacar ainda a requalificação da Avenida Carlos Nelson, que também incluiu a construção de um caminho para caminhada no canteiro central”, detalhou.


O projeto integra as ações do Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável), com financiamento da CAF, e foi executado através da Coordenadoria Niterói de Bicicleta.


Ao todo foram 10,5km de obras, com 6km de infraestrutura nova e 4,5km de requalificação.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner niteroi carnaval 300x250px 16 02 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page