top of page

Prefeitura entrega bolsas criadas por artesãs com reciclados

A Prefeitura de Niterói realizou, nesta terça-feira (7/3), uma entrega de bolsas que foram produzidas pelas artesãs da economia solidária, ligadas à Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária (Smases), com o material plástico reciclado para o Plaza Shopping. O material produzido será recebido pelo shopping, que desde 2016 faz a separação da matéria-prima, para distribuição de brindes em ocasiões escolhidas pelo centro comercial.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

O secretário de Assistência Social e Economia Solidária, Elton Teixeira, ressaltou que a parceria é uma importante forma de aproveitar a mão de obra e incentivar o trabalho das artesãs da Economia Solidária.


“Essa parceria foi muito importante para mostrar a capacidade das nossas artesãs e também um desafio de criar produtos diferentes com o material reciclável. Além disso, reutilizar materiais que, na teoria, seriam descartados, é uma premissa do governo que trabalha em diversas frentes na cidade com a promoção da sustentabilidade”, contou o secretário.


O subsecretário de Economia Solidária, Maicon Carlos, acompanhou a entrega das bolsas e destacou que “a parceria com o Plaza Shopping fortalece a economia solidária, estimula a geração de renda através da ressignificação dos resíduos sólidos por meio do trabalho coletivo, autogestionário e sustentável. Temos certeza que é apenas o início de muitos outros projetos que faremos em conjunto”.


A parceria teve uma primeira conversa, ainda em 2022, quando a gerente do shopping procurou a equipe da Casa Paul Singer de Economia Solidária, da Prefeitura de Niterói, para saber o que dava para produzir com o material que a cooperativa do Plaza já separava e destinava como descarte seletivo.


Marilda Bravo, integrante do Fórum de Economia Solidária, desde 2019, trabalha com tecelagem manual e foi quem organizou o grupo, com outras duas mulheres da Casa Paul Singer, para a produção das bolsinhas.


“Estivemos no shopping e conhecemos o trabalho da cooperativa e também os tipos de materiais que eram separados. Selecionamos o plástico que embala os produtos que chegam para as lojas. A partir daí, transformamos o plástico recebido em um rolo de fios que são aplicados no tear para dar vida às necessaires”, explicou Marilda.


A produção é feita em parceria com duas outras artesãs, Sabrina Sant´Anna e Patricia Alexandra dos Santos Nascimento. Patrícia já era funcionária da Casa Paul Singer e nunca tinha trabalhado com artesanato.


“Comecei fazendo uma oficina de tear, aprendi a fazer um tapetinho, gostei e procurei fazer o curso com a Marilda. Há uns meses, ela deu a ideia de fazer essa parceria com o Plaza e estamos juntas nesse trabalho. Eu cheguei para trabalhar na Casa Paul Singer sem nunca ter feito artesanato e tomei gosto. Hoje já faço parte da economia solidária e do Fórum”, disse Patricia.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

Ao todo, foram encomendadas 100 bolsinhas totalmente feitas com o plástico doado pelo shopping. O produto é sustentável e, por ser feito de plástico, pode ser molhado. A produção tem baixo custo para as artesãs que, além do material da doação, utilizam apenas zíper e do fio de urdidura, específico para o tear que é um equipamento utilizado no trabalho manual e serve para fazer diversos produtos como quadros, tapetes, bolsas, mochilas, redes, cortinas, caminhos de mesa e muitos outros.


A ideia é que a parceria dê frutos e novos produtos sejam comercializados a partir do material que possa ser reaproveitado como embalagens em pet, alumínio, tampas de garrafa e caixas tetrapak.


"A gente entende a responsabilidade de um empreendimento do tamanho do Plaza Niterói nas questões ambientais e sociais. É por isso que, sempre que possível, procuramos nos envolver em ações que impactam positivamente a cidade e a população local. As necessaires representam um pouco do trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo desses sete anos. Desde 2016, o Projeto Plaza Verde já reciclou mais de duas mil toneladas de lixo", contou Silvia Almeida, coordenadora de Experiência do consumidor.


Casa da Economia Solidária Paul Singer


Criada em julho de 2019, o local é o primeiro centro público municipal de referência em economia solidária no Estado do Rio. O objetivo é que seja um espaço de acolhimento, formação, capacitação e orientação aos empreendedores da economia solidária, cooperativas e associações, que recebe trabalhadores de Niterói e de municípios vizinhos.


A Casa conta com um espaço de comercialização, onde diversos produtores podem expor e vender seus produtos feitos de maneira artesanal, como roupas, mel, sabonetes, itens de casa etc. Além disso, o local possui uma sala de atendimento psicossocial e uma área destinada ao Fórum de Economia Solidária, sendo gerenciada de maneira compartilhada, com recursos de convênio firmado com o Ministério do Trabalho/Secretaria Nacional de Economia Solidária.


A Casa da Economia Solidária Paul Singer fica na Avenida Amaral Peixoto, 901, Centro. Informações pelo telefone (2717-8350).


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page