top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Prefeitura faz mutirão contra Aedes aegypti na Grota

A Prefeitura de Niterói realizou, na manhã desta quinta-feira (14/3), mais um mutirão de combate à dengue, desta vez na Grota do Surucucu, comunidade localizada no bairro de São Francisco. Na ação foram visitados 30 imóveis pela equipe do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

A iniciativa faz parte das estratégias do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento das Ações Integradas de Prevenção à Dengue, que envolvem as secretarias de Saúde, de Conservação e Serviços Públicos, as Regionais, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana de Niterói (Clin) e a Defesa Civil.


De acordo com a secretária municipal de Saúde, Anamaria Schneider, essa medida, em conjunto com as ações de rotina, é fundamental nesse momento em que o Estado do Rio de Janeiro enfrenta uma epidemia de dengue.


“Os mutirões envolvendo diferentes secretarias e com o apoio das associações de moradores são fundamentais nessa ampliação das medidas de prevenção ao mosquito. Além dessa ação, os agentes do CCZ continuam realizando o trabalho diário de combate à dengue”, afirmou a secretária.


Ao longo da manhã, os agentes do CCZ percorrem a região vistoriando casas, comércios e ruas para identificar possíveis criadouros do mosquito e eliminá-los. Além do combate, a equipe também realizou ação educativa, orientando os moradores sobre a importância de evitar água parada e sobre as condições favoráveis à proliferação do Aedes aegypti.


Também foram instaladas 16 telas em caixas d'água destampadas, que podem se tornar importantes criadouros do mosquito. Equipes da Clin realizaram a remoção de resíduos, que também são suscetíveis a tornarem-se focos de mosquitos.


O coordenador do CCZ, Fábio Vilas Boas, concluiu que o mutirão foi efetivo na orientação em relação à importância de evitar água parada, e sobre as condições favoráveis à proliferação do Aedes aegypti.


“É fundamental que a população contribua fazendo a sua parte, por isso também realizamos ações de educação, orientando os moradores sobre possíveis focos do mosquito e como evitá-los”, concluiu o coordenador.


O próximo mutirão está previsto para o dia 19, no Morro do Peixe Galo, em Jurujuba.

Capacitação


Com o objetivo de qualificar a atuação da rede municipal de saúde em casos suspeitos, a Secretaria de Saúde, por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde, realizou nesta quarta-feira (13/3) a Capacitação no Manejo Clínico da Dengue. O evento aconteceu no auditório Antônio Cláudio Nogueira, na Cidade da Ordem Pública Marcus Jardim Gonçalves, localizada no Barreto.


Durante toda a tarde, profissionais da assistência e vigilância em saúde, unidades básicas, Programa Médico de Família e Policlínicas, foram capacitados sobre os protocolos de tratamento e monitoramento dos casos suspeitos de dengue. O conteúdo foi ministrado pela assessora da Fundação Estatal de Saúde de Niterói (FeSaúde), Miriam Rangel Barquette e pelo diretor da Unidade Básica de Saúde de Santa Bárbara, Fernando Pires de Mello.


“A rede de saúde está atenta e passou a acolher imediatamente todos os casos de doença febril aguda no sentido de estabelecer diagnóstico precoce da doença, instituindo oportunamente as medidas terapêuticas adequadas a cada caso. A rede de Urgência e Emergência também se encontra em estado de alerta, trabalhando para acolher os casos que eventualmente possam evoluir com gravidade”, explicou a coordenadora de Vigilância em Saúde, Ana Eppinghaus.


Ela complementa afirmando que através dessa capacitação é possível alinhar a linha de cuidado e os fluxos de exames, no sentido de facilitar a referência dos pacientes entre unidades e a busca ativa de pacientes faltosos.

Ações diárias


A Prefeitura de Niterói possui uma equipe de fiscais sanitários exclusivamente para vistoriar todo o tipo de imóvel abandonado que propicie a proliferação dos vetores. Durante todo o ano, as equipes do CCZ realizam um trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito transmissor das arboviroses.


A cobertura de trabalho abrange 205 mil imóveis, com planejamento de visita pelos agentes a cada 2 meses. São cerca de 300 servidores envolvidos exclusivamente nas atividades de combate ao mosquito transmissor das arboviroses, que visitam 5 mil imóveis diariamente.


Wolbachia


Outra estratégia do Município para enfrentar a doença é o método Wolbachia, uma parceria com a Fiocruz e a WMP Brasil. A Wolbachia é um microrganismo presente em cerca de 60% dos insetos na natureza, mas ausente no Aedes Aegypti. Uma vez inserida artificialmente em ovos de Aedes aegypti, a capacidade de o mosquito transmitir os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela fica reduzida.


Com a liberação de mosquitos com a Wolbachia, a tendência é que esses mosquitos predominem nos locais e diminua o número de casos associados a essas doenças.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói


Comentarios


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page