top of page

Preso pelo 8 de janeiro passa mal e morre no presídio da Papuda


Bolsonaristas participam dos atos golpistas em 8 de janeiro deste ano (Foto: Joédson Alves/Agência Brasil)

Um dos presos pelos atos golpistas de 8 de janeiro morreu na manhã desta segunda-feira (20) nas dependências do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Cleriston Pereira da Cunha teve um mal súbito durante o banho de sol, segundo a administração do presídio.


Equipes dos bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para socorrer o detento. Os socorristas realizaram procedimento de reanimação cardiorrespiratória, mas ele não sobreviveu.


Cleriston Pereira foi preso dentro do Senado durante os atos de vandalismo praticados no 8 janeiro, quando apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) invadiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, para defender um golpe. Em abril, ele foi tornado réu após ser denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por cinco crimes. Não havia previsão de quando ele seria julgado em definitivo.


A morte do preso foi comunicada pela Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal ao gabinete do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que determinou as prisões dos investigados pelo 8 de janeiro e é relator do processo a que o acusado respondia.


Ao tomar conhecimento do óbito, Moraes determinou que a direção do presídio preste informações sobre o caso.


"Tendo em vista a notícia sobre o falecimento do réu Cleriston Pereira da Cunha oficie-se, com urgência, à direção do Centro de Detenção Provisória II, requisitando-se informações detalhadas sobre o fato, inclusive com cópia do prontuário médico e relatório médico dos atendimentos recebidos pelo interno durante a custódia", decidiu Moraes.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page