Processo por fraude fez Landim desistir da Petrobrás


(Divulgação)

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, anunciou neste domingo (3) que desistiu de assumir a presidência do Conselho de Administração da Petrobrás para concentrar "seu tempo e dedicação para o fortalecimento do clube". A desistência foi divulgada pelo site do Flamengo. Entretanto, o verdadeiro motivo seria outro: um processo do Ministério Público Federal por crime de gestão fraudulenta que teria causado prejuízo de R$ 100 milhões a fundos de pensão.

De acordo com o Globo, devido ao processo, o nome de Landim recebeu parecer contrário entre os integrantes do Comitê de Pessoas da Petrobrás, responsável por analisar as fichas das pessoas indicadas ao conselho.

Landim também corria o risco de ter o nome rejeitado com base na Lei das Estatais, em razão de já ter sido condenado em um processo administrativo do Tribunal de Contas da União, o TCU, com efeito até fevereiro de 2025. Apenas por isso, ele já estaria inapto para assumir cargos em qualquer conselho de estatal do país.

Na nota, Landim disse que encaminhou ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, documento com sua decisão. “Deixando claro meu agradecimento pelo convite e relatando minha preocupação em não conseguir, dada a dedicação que as duas instituições demandariam nesse momento, exercer ambas as funções com a excelência por mim desejada e à altura que a Petrobras e o Flamengo merecem”, escreveu.

No último dia 28 de março, a Petrobras divulgou os novos nomes indicados pelo governo para seu Conselho de Administração, entre eles, o de Landim.

Essa também é mais uma polêmica envolvendo nomes indicados pelo governo para a estatal, que teve seu atual presidente Joaquim Silva e Luna demitido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) na semana passada e, o nome anunciado como substituto, Adriano Pires, questionado através de uma representação do Ministério Público do TCU, por conflito de interesse. Pires é dono de uma consultoria, empresa de lobby e negócios para grandes grupos petroleiros concorrentes da Petrobrás.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg