Procuradoria recomenda veto ao perdão de dívida bilionária das igrejas

Um parecer da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), órgão ligado ao Ministério da Economia, recomendou ao governo o veto da proposta apresentada pelo deputado David Soares (DEM-SP), filho do religioso RR Soares, que perdoa dívidas tributárias de igrejas e as isenta de pagamento de contribuições previdenciárias. O parlamentar justificou que o pagamento de tributos penaliza os templos.

Deputado Davi Soares (DEM-SP). Divulgação / Câmara Federal

A proposta foi aprovada pelo Congresso. As medidas que beneficiam igrejas e templos foram incluídas em forma de emenda, em um projeto que tramitou no Senado e na Câmara, e cujo tema original nada tinha a ver com entidades religiosas. O texto determina que a União deve usar o dinheiro economizado em negociações de precatórios no combate à pandemia.


De acordo com a PGFN, caso a medida não seja vetada poderá trazer um prejuízo fiscal de milhões, transferindo o pagamento dessa conta aos contribuintes.


*Com informações do G1 e do Jornal Hoje.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: