top of page

Professora da USP sofre ameaças por pesquisar agrotóxicos

Depois de publicar o Atlas “Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia”, em abril de 2019, a professora do Departamento de Geografia da USP, Larissa Mies Bombardi, passou a ser perseguida e teve que deixar o país. A pesquisa da professora levou a maior rede de produtos orgânicos da Escandinávia a suspender a compra de alimentos do Brasil, atingindo, portanto, interesses econômicos do agronegócio. Em uma carta aos colegas do departamento, Larissa denuncia as intimidações que começou a sofrer e pede afastamento temporário.


Larissa Mies Bombardi / Foto: Cecília Freitas, USP

Larissa menciona que tem provas de todas as informações contidas na carta. Desde o Boletim de Ocorrência até mensagens e artigos intimidatórios. Entre esses artigos, ela destaca um de autoria de Xico Graziano, publicado no portal Poder 360.


O ataque ao trabalho da professora Larissa é mais um ato de perseguição à ciência e aos acadêmicos no país, como no caso do ex-reitor Universidade Federal de Pelotas, Pedro Halal, processado pela Controladoria Geral da União por criticar o presidente Jair Bolsonaro em uma live no canal da universidade. Mas vai além disso, porque confronta diretamente o agronegócio e exibe o seu grande 'calcanhar de Aquiles': o uso indiscriminado de veneno nas plantações, colocando o lucro acima da segurança alimentar e da saúde humana.


O Fórum Paulista de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos divulgou na última quinta-feira (18/3) uma nota de apoio à pesquisadora, manifestando “apoio irrestrito à Dra. Prof. Larissa Mies Bombardi, mestra, doutora, pós-doutora, professora, membra do Fórum Nacional e deste Fórum Paulista de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos, mulher e mãe, em relação às denúncias de ameaças e perseguições que vem sofrendo em razão de suas importantes pesquisas e contribuições científicas no que se refere ao uso de agrotóxicos em nosso país, demonstrando a gravidade dos danos à saúde e à vida pela sua utilização”.


Na nota, o Fórum informa que “a Dra. Larissa é um dos nomes mais importantes da atualidade na pesquisa e divulgação científica nesta área, tanto no Brasil, quanto no exterior, em especial na Europa”.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page