top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Professores de universidades federais anunciam greve

Professores de universidades federais, institutos federais e de centros federais de educação tecnológica (Cefets) anunciaram uma greve a partir do próximo dia 15 de abril. A decisão foi tomada em reunião conjunta entre representantes de 37 seções sindicais de diferentes partes do país, após assembleias locais.

Segundo o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), que organiza a mobilização, a deliberação feita em Brasília na última sexta-feira (22/3) é consequência de "falta de avanço nas tentativas de negociação com o governo das pautas centrais da categoria".


Entre essas pautas estão a recomposição salarial, reestruturação da carreira e precarização das condições de trabalho.


Desde o dia 26 de março e até o dia 9 de abril, entidades sindicais da categoria realizam assembleias locais para discutir as pautas e organizar o movimento. Em 3 de abril deve acontecer uma paralisação. Já no dia 10, haverá nova reunião nacional. A data foi marcada para garantir 72 horas de prazo para informar o governo e as reitorias sobre a deflagração da greve a partir do dia 15/4.


O calendário construído pela categoria prevê ainda uma série de atividades em Brasília após a data marcada para início da greve. No dia 16/4, uma audiência pública na Câmara dos Deputados. Em 17/4, marcha de servidores e servidoras na capital federal. E, no dia 18/4, atividades setoriais, com possível ato junto ao Ministério da Educação (MEC).


Caso a paralisação seja confirmada, a categoria docente das universidades pode se juntar aos servidores técnicos administrativos em educação (TAEs), que entraram em greve em ao menos 30 universidades do país — incluindo a Universidade Federal Flumiense (UFF), em Niterói — no último dia 14 de março.


Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page