top of page

Programa sobre economia de energia é aberto na UNECON

A Universidade Estadual de Economia de São Petersburgo (UNECON) sediou a abertura do programa educacional internacional sobre economia de energia "Mudando o cenário energético: novas rotas de energia e neutralidade global de carbono". Os principais especialistas das principais empresas de energia, associações empresariais e centros de pesquisa dos países da Associação do Sudeste Asiático vieram para o programa de estágio criado por iniciativa do Conselho Empresarial Rússia-ASEAN.

Foto: Divulgação / Universidade Estadual de Economia de São Petersburgo

O evento educacional é implementado com base na Plataforma de Segurança Energética Coletiva da Rússia e do Sudeste Asiático, com a participação e o apoio da Universidade Estadual de São Petersburgo, da Fundação de Diplomacia Pública Gorchakov (programa de estágio InteRussia) e da Agência Russa de Energia (ARE) do Ministério de Energia da Rússia.


A TV BRICS é a parceira de mídia do evento. Os objetivos do programa são expandir os laços econômicos e científico-tecnológicos da Rússia com os países da ASEAN e criar pré-requisitos para o desenvolvimento do diálogo no setor de energia.


Nas condições de transformação global da arquitetura energética mundial, as empresas russas de combustível e energia têm a oportunidade de se tornar um fator de estabilidade e segurança energética dos países da ASEAN.


Um dos principais objetivos do programa é destacar as competências significativas que permitem que as empresas nacionais participem da exploração e do desenvolvimento de petróleo e gás e de grandes projetos de infraestrutura, incluindo uma série de obras para expandir o uso de GNL, energia nuclear, energia hidrelétrica e o desenvolvimento de fontes de energia renováveis.

Foto: Divulgação / Universidade Estadual de Economia de São Petersburgo

Em seu discurso de boas-vindas aos participantes e organizadores do programa, Igor Maksimtsev, reitor da UNECON, observou que os especialistas em energia da ASEAN devem participar de palestras e seminários, estudos de caso, reuniões com os principais especialistas e chefes de departamento, visitas a instalações de infraestrutura de energia e um rico programa cultural em São Petersburgo e Moscou.


O foco da atenção científica e prática será a segurança energética internacional, as tendências atuais e de longo prazo nos mercados mundiais de energia, o setor russo de petróleo e gás no contexto internacional, a estratégia de economia de baixo carbono na Rússia, o papel crescente da China e os novos corredores de transporte na Ásia Central, questões fundamentais das relações Rússia-ASEAN no setor de energia.


De acordo com Serguei Romanov, vice-diretor geral da ARE, a Rússia e os países da ASEAN estão ligados por longos anos de amizade e cooperação estratégica:


"Em 2021, comemoramos o 30º aniversário das relações da Rússia com a ASEAN e o 25º aniversário da parceria de diálogo em grande escala entre a Rússia e a ASEAN, sendo que uma das principais áreas sempre foi a energia. Muito foi alcançado ao longo desses anos, mas estou confiante de que há ainda mais vetores de cooperação entre nossos países à frente, levando em conta o surgimento constante de novas tendências no desenvolvimento do setor energético global," afirmou Romanov.


De acordo com a 7ª Análise Energética da ASEAN 2050, o crescimento econômico e industrial dos países da ASEAN levará a um aumento significativo no consumo de recursos energéticos nos países da associação. Segundo o cenário de base desse documento, o consumo de energia nos países da ASEAN triplicará até 2050, com setores como indústria, transporte e habitação e serviços públicos tornando-se motores de crescimento. A Rússia está pronta para compartilhar sua experiência e contribuir para o desenvolvimento do setor de energia nos países membros da ASEAN.

Foto: Divulgação / Universidade Estadual de Economia de São Petersburgo

Ivan Polyakov, Presidente do Conselho Empresarial Rússia-ASEAN, enfatizou que, em 2023, a Rússia e os países da Associação celebrarão cinco anos de atualização de suas relações para uma Parceria Estratégica. A interação entre os estados está se desenvolvendo de forma dinâmica. No fórum da Semana Russa de Energia, realizado em outubro de 2022, a Rússia e seus parceiros da ASEAN expressaram a necessidade de aprofundar a cooperação em energia e tecnologia, fortalecer a cooperação industrial e lançar programas educacionais destinados a fortalecer o diálogo entre especialistas do setor.


Além disso, à margem do fórum, o Conselho Empresarial e a Agência Russa de Energia concordaram em promover a Plataforma de Segurança Energética Coletiva entre a Rússia e os países da ASEAN. Uma das áreas de trabalho conjunto dentro da plataforma foi esse programa educacional.


"O programa de estágio InteRussia para especialistas estrangeiros é um dos programas prioritários da Fundação Gorchakov. Esse estágio oferece aos especialistas estrangeiros a chance de se familiarizar com a agenda científica russa, as realizações mais significativas e promissoras dos cientistas russos, visitar autoridades governamentais e participar de sessões de especialistas", disse Liana Dymova, diretora de programas científicos da Fundação Gorchakov, em seu discurso.


De acordo com Dymova, houve mudanças significativas na região e no mundo nos últimos anos, que estão alterando significativamente o cenário geopolítico e dando um significado especial ao movimento da Rússia e da ASEAN.


Seguindo os interesses econômicos, o centro da atividade política está se deslocando para a região do Sudeste Asiático. É nessa região que se concentra o poderoso potencial tecnológico, financeiro e de recursos. A implementação desse programa de estágio é extremamente importante para ambos os lados e se tornará a base para uma cooperação frutífera entre a Rússia e a ASEAN.


Fonte: TV BRICS

Comentarios


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page