top of page

Projeto CityCashTransfer faz workshop em Maricá nesta terça (1/8)

Um estudo piloto interdisciplinar sobre Programas de Transferência de Renda que usam moedas locais e sua contribuição para as agendas de clima e desenvolvimento econômico no Brasil. Esse é o tema do workshop do CityCashTransfer na próxima terça-feira (1/8), em Maricá. O projeto é da Universidade de Glasgow (Escócia) em conjunto com universidades brasileiras como a Fundação Getúlio Vargas e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, além do Instituto E-Dinheiro.

Divulgação

A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) trabalha junto com o Instituto Darcy Ribeiro (IDR) e o Centro de Operações de Maricá (Comar) pela assinatura de um acordo de cooperação técnica com as universidades para a execução de um plano de pesquisa que vá ao encontro das necessidades do município.


Na terça-feira, a partir das 9h, o Galpão Tecnológico, em Inoã, recebe um grupo de pesquisadores das três instituições envolvidas no projeto, representantes das secretarias de governo e institutos do município de Maricá. O workshop tem o objetivo de criar uma agenda comum para o trabalho de pesquisa que vai ser desenvolvido entre agosto de 2023 e março de 2024.


Mumbuca


Serão apresentadas pelo grupo de pesquisadores propostas de mapeamento de dados da circulação da moeda Mumbuca. As secretarias e institutos do município de Maricá apresentarão suas expectativas e demandas que podem ser atendidas com esse trabalho de pesquisa.


” O workshop tem o objetivo de ouvir os pesquisadores e gestores públicos e construir de forma participativa um plano de trabalho para o projeto de pesquisa CityCashTransfer em Maricá”, destacou o superintendente de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Codemar, Danilo Pitarello.


Pitarello, que também é um dos copesquisadores do projeto pela Codemar, apontou que, em Maricá, de forma pioneira, a moeda social transformou-se em instrumento de política pública. “Como os pesquisadores líderes do projeto já mostraram, a Mumbuca ganhou uma escala que permite mapear o impacto da circulação do dinheiro no território e criar políticas para reorientar seu uso com o objetivo de construir uma economia sustentável e enfrentar desafios de diferentes ordens, especialmente o desafio climático”.

Divulgação

Inovação no Brasil


O professor Eduardo Diniz, pesquisador líder pela FGV, explicou que uma equipe multidisciplinar Brasil-Reino Unido, com experiência em análise urbana, saúde pública, sistemas de informação e demografia, investigará casos inovadores de Programas de Transferência de Renda municipais no Brasil.


“O objetivo é propor novas metodologias para mapear e avaliar o fluxo de moedas digitais locais nos territórios urbanos das cidades que realizam esses programas no que diz respeito aos efeitos sobre clima, saúde, variáveis socioeconômicas e ambientais. A equipe cocriará uma proposta para um grande projeto colaborativo junto com governos locais e partes interessadas da sociedade civil”, concluiu.


Programação


Manhã


9h – Abertura (CODEMAR)

9h15 – Apresentação do projeto CityCashTransfer (GLASGOW/FGV/UFRN)

João Porto (Glasgow)

Eduardo Diniz (FGV)

Jarvis Campos/ Mozart Fazito (UFRN)

9h45 – Victor Silveira (COMAR)

10h – Diego Maggi (IDR)

10h15 – Banco Mumbuca

10h30 – e-Dinheiro

10h45 – Break

11h0 – Rodada de apresentações das Secretarias

12h30 – Almoço


Tarde


14h – Apresentação dos resultados preliminares e técnicas aplicadas

14h45 – Apresentação de um modelo do plano de trabalho

15h – Início dos debates

16h – Break

16h30 – Plano de trabalho para acordo de cooperação técnica

17h30 – Apresentação de agenda consolidada


Serviço:


Workshop do CityCashTransfer

Data: 1/8

Horário: A partir das 9h

Local: Galpão Tecnológico de Maricá

Endereço: Avenida Gilberto Carvalho, 271, Inoã


Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Maricá

댓글


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page