Protesto cobra pagamento de funcionários do HEAT


Foto: Divulgação/Governo do Estado

Douglas de Oliveira, fundador do projeto social Primeira Chance, protestou hoje na porta do Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), no bairro Colubandê, em São Gonçalo, como forma de se solidarizar com os funcionários que estão há três meses sem receber o salário. Além disso, o ato de Douglas foi uma forma de agradecimento aos profissionais que o ajudaram a se recuperar da Covid-19.


A situação dos funcionários do hospital é preocupante. Há mais de cinco meses os salários começaram a atrasar e juntar um mês no outro. Porém, agora, o atraso já soma o salário de três meses seguidos. Os profissionais também não estão recebendo o valor da passagem para trabalhar e, quando faltam, recebem advertência.


O projeto Primeira Chance, comandado por Douglas, está recolhendo ajudas para os funcionários do HEAT. Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelo telefone 99308-8539, ou no Instagram @projeto_primeira_chance.


O hospital informa que o Instituto Lagos Rio, Organiza Social (OS) que administra o HEAT, aguarda repasse da Secretaria de Saúde para quitar os salários. A Secretaria de Estado de Saúde, por sua vez, fala que o pagamento dos funcionários é de responsabilidade da OS e que o último repasse para o hospital foi feito em 4 de agosto. O repasse referente ao mês de agosto será feito ainda esta semana para a conta da Organização Social.


1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: