Quaest: Lula mantém vantagem de 12 pontos sobre Bolsonaro

Atualizado: 1 de set.


(Foto: Ricardo Stuckert)

Pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (31), a 32 dias da eleição, indica um cenário de estabilidade na corrida presidencial deste ano. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na dianteira, com ampla vantagem sobre os demais candidatos.

Segundo o levantamento encomendado pela Genial Investimentos, Lula obtém 44% das intenções de voto. O presidente Jair Bolsonaro (PL) surge na sequência, com 32%. A vantagem de 12 pontos percentuais é a mesma registrada nas duas últimas projeções do instituto.

Ciro Gomes (PDT) registra 8%, enquanto Simone Tebet (MDB) tem 3%. Os demais candidatos registram 1% ou menos. Brancos e nulos são 5%, indecisos são 6%.

Com o desempenho, o ex-presidente Lula fica próximo de uma vitória em primeiro turno, com 49,5% dos votos válidos.

Em um eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o ex-presidente marca 51% contra 37%.

Os números apresentados pela pesquisa Genial/Quaest indicam a mesma tendência de estabilidade apontada por outros institutos. Na segunda-feira (29), o Ipec mostrou Lula com 44% dos votos e Bolsonaro com 32%, com os demais somando 11%. Nesse cenário, a eleição seria resolvida no primeiro turno.

Debate só na Globo e com Bolsonaro

A partir de agora, o ex-presidente só deverá comparecer a mais um debate no primeiro turno, o da TV Globo. Segundo o colunista Kennedy Alencar, do portal UOL, além disso, Lula deve condicionar sua ida ao evento à presença de Bolsonaro. "Sem Bolsonaro, Lula não irá", afirma Kennedy.

A campanha prefere dedicar o tempo até o dia 2 de outubro, data do primeiro turno, a viagens pelo país, comícios, entrevistas e à propaganda no rádio e na TV. E com isso, concentrar forças para tentar vencer o pleito antecipadamente, sem necessidade do segundo turno.


Com a Sputnik

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP