Quando o poder público faz a sua parte: Niterói dá o exemplo


Por Charbel Tauil Rodrigues, presidente do Sindlojas de Niterói


Em reunião nesta quarta-feira com 70 empreendedores locais, o prefeito Rodrigo Neves anunciou um importante pacote de medidas voltado não só para a sobrevivência das empresas, mas também para a manutenção de empregos na cidade.

Serão concedidos financiamentos emergenciais, e também garantidos os salários de trabalhadores em empresas de menor porte, enquanto durar a pandemia de coronavírus.

Com isso, o prefeito acolheu demandas que haviamos lhe apresentado, em nome do Sindilojas Niterói e da própria Fecomércio-RJ.

Ele agiu muito bem em dispor, nessa hora tão difícil, das reservas financeiras acumuladas graças aos royalties do petróleo.

Afinal de contas, Comércio e Serviços são as únicas frentes ainda em atividade na economia local.  Se não fosse dado um mínimo de apoio, aí mesmo é que a cidade iria entrar em colapso.

Vale dizer que, além dos recursos da municipalidade, toda essa operação de salvamento se dará também com a parceria do Banco do Brasil, através de financiamentos de emergência para os empresários, em condições especiais.

E aproveitamos para repetir aqui algo que dissemos ao prefeito:  

Nós, empresários, já passamos a vida toda pagando impostos.  Agora, num momento de crise extrema, chegou a vez de o Poder Público fazer também a sua parte, liberando recursos, principalmente para os micro, pequenos e médios empreendedores, para que eles possam se manter, assim como seus colaboradores, fazendo a roda da economia girar.

A prefeitura de Niterói está de parabéns, assim como os verdadeiros heróis do Comércio e Serviços, que estão tendo papel fundamental em evitar o caos social e econômico nessa hora.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP