top of page

Rússia, como presidente do BRICS, fortalecerá ordem mundial multipolar


O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov (Foto: Grigory Sysoev/Sputnik)

A Rússia pretende fortalecer de forma abrangente a parceria estratégica no âmbito de sua presidência do BRICS, disse o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.


"Todos nós estamos testemunhando mudanças tectônicas na arena internacional. Uma ordem mundial multipolar mais equitativa está tomando forma diante de nossos olhos", ressaltou o ministro das Relações Exteriores russo em uma mensagem em vídeo aos participantes do 5º Fórum Municipal Internacional do BRICS+.


"Uma característica distintiva [da ordem mundial multipolar] é o desejo de um número cada vez maior de Estados do Sul Global e do Leste Global de fortalecer sua soberania e identidade, prosseguir uma política externa independente e ter por base seus interesses nacionais fundamentais", segundo o ministro russo.


"Uma consequência lógica dessas tendências é um forte aumento do interesse no BRICS", destacou Sergei Lavrov.


O resultado desse crescente interesse na cooperação com o BRICS foi a decisão histórica de convidar seis novos membros a partir de 1º de janeiro de 2024. Ao mesmo tempo, há "muitos" mais membros potenciais dessa associação, comunicou o ministro russo.


"No próximo ano, a Federação da Rússia assumirá a presidência do BRICS. Nosso objetivo é realizar um trabalho produtivo e enérgico para fortalecer a parceria estratégica em todas as áreas", resumiu Lavrov.


O BRICS é composto atualmente por cinco nações: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Após a recente cúpula do BRICS em Joanesburgo, o bloco convidou oficialmente a Arábia Saudita, Argentina, Egito, Emirados Árabes Unidos, Etiópia e Irã a aderir ao grupo. A entrada plena dos novos países deve se efetivar em 1º de janeiro de 2024.


Fonte: Agência Sputnik

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page