Regina Duarte: 'Quando teremos Dia da Consciência Branca?'



(Reprodução)

Amparada por um vídeo em que o ator e diretor afro-estadunidense Morgan Freeman critica a existência do Dia da Consciência Negra, a atriz e ex-secretária de Cultura do governo Bolsonaro, Regina Duarte, de 74 anos, publicou um texto em rede social para negar a existência de racismo ao questionar "quando teremos o Dia da Consciência Branca, Amarela, Parda...?". No entanto, a bolsonarista omitiu que o próprio ator já mudou de opinião e não sustenta os mesmos pensamentos.

Na postagem que fez no domingo (21), Regina Duarte escreveu na legenda do vídeo do ator: “Ontem foi comemorado o Dia da Consciência Negra. Quando teremos o Dia da Consciência Branca, Amarela, Parda…? Quanto tempo vamos ainda nos vitimizar ao peso de anos, de séculos de dor por culpas antepassadas? Quando vamos parar de olhar pra trás e enfrentar o hoje e nos olharmos com a coragem da cara limpa? Maduros, evoluídos, conscientes de nossa luta, irmanados em nossa capacidade de sermos … HUMANOS? Simplesmente IRMÃOS?”.

Na gravação, feita em 2005, Morgan Freeman afirma que para acabar com o racismo "é necessário parar de falar sobre o assunto". O vídeo foi amplamente divulgado ao longo desses 16 anos, inclusive durante a campanha presidencial de Jair Bolsonaro em 2018, servindo de argumento para os que defendem que não existe racismo no Brasil. O vídeo foi gravado no programa 60 Minutes, famoso jornalístico da TV norte-americana.

Algum tempo depois, o próprio ator afirmou publicamente que mudou de opinião, e até hoje ele publica conteúdo sobre racismo em suas contas nas redes sociais e estimula seus seguidores negros contarem suas histórias de racismo sofrido.

Vale ressaltar que mais recentemente Morgan Freeman aderiu inclusive ao movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), que liderou protestos antirracismo nos Estados Unidos em casos como o assassinato de George Floyd, em Minneapolis, em maio do ano passado, com imensa repercussão mundial.

Após repercussão negativa e ao ser chamada de "racista", a atriz desativou os comentários no post.


300x250px.gif
728x90px.gif