Repórteres Sem Fronteira lança campanha contra fakes


A ONG internacional Repórteres Sem Fronteira lançou nesta segunda-feira (22) uma campanha para criticar a estratégia do governo de Jair Bolsonaro de "disseminar desinformação sobre a pandemia" do novo coronavírus. A ação, em defesa do "direito à informação confiável no Brasil", traz uma fotomontagem de Bolsonaro nu, coberto somente por uma placa informando o número de mortes e de casos da doença pela Covid no país. Nos dizeres "A verdade nua", nome da iniciativa da Agência BETC Paris, enfoca a "importância crucial do jornalismo para garantir o acesso à informações confiáveis sobre a pandemia".

Citada pelo jornalista Jamil Chade, em sua coluna no UOL, a nova campanha da Repórter Sem Fronteiras no Brasil destaca que "enquanto a Covid-19 provoca estragos no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro contribui para aumentar o número de mentiras em circulação e segue atacando a imprensa - numa tentativa de esconder sua incapacidade de administrar a crise sanitária".

Ou seja, mostrar "a verdade nua", segundo a campanha, é também mostrar "a crua realidade dos fatos, para além de alegações fantasiosas manipuladoras". Daí a opção pelo simbolismo da fotomontagem, confrontando o presidente com a "realidade nua e crua dos fatos, enquanto ele acusa a imprensa pelo caos instalado no país para desviar a atenção de sua desastrosa gestão da crise sanitária".


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg