Rio atrasa calendário infantil 'por insuficiência de doses'


(Foto: Edu Kapps/Prefeitura do Rio)

Alegando insuficiência de doses pediátricas recebidas, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio anunciou que manterá apenas a repescagem para crianças de 11 anos nos próximos dias. Segundo a SMS, somente com a chegada de novas remessas será possível avançar o calendário de vacinação para meninas e meninos de 10 anos. Nesta terça-feira (18), segundo dia de vacinação, já faltou doses em vários postos da cidade.

Desde segunda-feira (17) a vacinação contra a covid-19 é destinada a meninos de 11 anos e crianças de 5 a 11 anos com deficiência e/ou comorbidades, além de dose de reforço (DR) para pessoas com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose há 4 meses ou mais.

A vacinação é destinada ainda às pessoas com 12 anos ou mais que não foram vacinadas contra a covid-19 até o momento e à segunda dose, considerando o intervalo a partir da data da primeira aplicação.

É possível antecipar a dose de reforço até o intervalo mínimo de três meses em casos de viagem, problemas de saúde e outras questões pessoais.

Pessoas com 18 anos ou mais que tenham imunossupressão e receberam três doses no esquema primário (duas doses e uma de reforço) devem tomar uma nova dose de reforço (DR 2) com intervalo de quatro meses da primeira DR.

De acordo com a SMS, devem procurar os postos para testagem pessoas com sintomas como febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça e alterações no olfato e/ou paladar.

Confira o calendário da repescagem para crianças de 11 anos.


300x250px.gif
728x90px.gif