Rio conclui vacinação por idade e busca 'sommeliers'


(Foto: Breno Esaki/Agência Saúde)

O município do Rio de Janeiro concluiu seu calendário de vacinação das idades autorizadas para receber a vacina contra covid-19. Iniciada há nove meses, a campanha chegou neste sábado (25) ao segundo dia de imunização de meninos e meninas de 12 anos de idade, última faixa etária autorizada pela Anvisa.

Apesar de cumprir o calendário, a Secretaria Municipal de Saúde informou que ainda faltam ser vacinados com a primeira dose 127 mil adolescentes no município, ou seja, cerca de 25% da população na faixa etária de 12 a 17 anos. Nas demais faixas etárias, o percentual de não vacinados é bem menor. Na faixa de 18 a 19 anos, por exemplo, os não vacinados representam apenas 6%. De 20 a 29 anos, a prefeitura estima que apenas 3% não se vacinaram. Já na população acima de 40 anos, a taxa de vacinação estimada é de 100%.

Por isso, a missão neste sábado foi fazer também a repescagem para os retardatários que perderam a data da primeira dose ou da segunda. Para estimular a campanha, os não vacinados foram privilegiados pela prefeitura com o direito de escolher qual vacina tomar - uma prática que as autoridades sempre condenaram, os chamados "sommeliers da vacina". Foram disponibilizadas como opções doses de CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer.

Além desses, os idosos de 84 anos ou mais, pessoas com 60 anos ou mais que tenham tomado a segunda dose até o dia 28 de fevereiro e pessoas com alto grau de imunossupressão com 40 anos ou mais também recebem a dose de reforço.

Segundo a prefeitura, até a última quinta-feira (23), 5.457.460 pessoas haviam tomado a primeira dose de CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer, e outras 139.758 receberam o imunizante da Janssen, que tem o esquema vacinal de dose única. Esse total representa 96,8% da população carioca elegível para a vacinação (a partir de 12 anos) com a imunização iniciada ou concluída. Entre as pessoas que seguem o esquema vacinal de duas doses, 3.382.976 já receberam a segunda dose, o equivalente a 60,9% da população elegível com a imunização completa. As doses de reforço em idosos já somam 52.360 aplicações.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg