Rio retoma vacinação contra epidemia de gripe nesta sexta


Prefeitura inaugura novas unidades de atendimento a pacientes da pandemia de gripe (Marcelo Piu/Prefeitura)

A cidade do Rio de Janeiro recebeu uma remessa de 100 mil doses de vacina para tentar conter o avanço da epidemia de gripe que atinge a população carioca. Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde informou que deve retomar nesta sexta-feira (10) a campanha de vacinação, suspensa desde a sexta-feira passada, em razão da falta de doses provocada pelo aumento da procura pela vacina.

Na quarta-feira, a Prefeitura do Rio considerou que o aumento de casos, causado pelo vírus Influenza, configura uma epidemia de gripe no município. De acordo com a Secretaria de Saúde, mais de 20 mil pessoas foram contaminadas nas últimas semanas, deixando as unidades de saúde abarrotadas. Esse número ultrapassa o de casos atuais de coronavírus.

A epidemia atinge a capital fluminense no momento em que indicadores do Comitê Científico apontam que a covid-19 está sob controle na cidade.

Centros de atendimento

A cidade agora terá cinco centros de atendimento e testagem de pacientes com a síndrome gripal para reforçar a assistência à população durante a pandemia de Influenza. O primeiro foi inaugurado na quarta-feira, na Vila Olímpica do Alemão, Zona Norte da cidade. Nesta quinta-feira (9), foi aberto mais um, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. Nesta sexta(10) será instalada a unidade da Vila Olímpica de Honório Gurgel, Zona Norte. Os próximos dois locais ainda estão em análise pela Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a prefeitura, essas unidades têm capacidade para receber, em média, mil pacientes por dia. No Alemão, o polo atendeu 496 pessoas até as 17h em seu primeiro dia de funcionamento. O horário de funcionamento é das 8h às 17h, inclusive nos fins de semana.

Estão sendo atendidas pessoas com sintomas como febre, calafrio, tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça e alteração no olfato e/ou paladar. Também há testagem para covid-19, conforme indicação médica. Se houver necessidade, o paciente receberá medicação para tratar a gripe. Os casos considerados graves são encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) mais próxima.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg