top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Robinho pode deixar a cadeia já em outubro de 2027


O ex-jogador Robinho passou a primeira noite na Penitenciária 2 Dr. José Augusto Salgado, na cidade de Tremembé, interior paulista, em uma cela especial. Ele deverá permanecer em isolamento por cerca de uma semana, onde ficará em observação. Até mesmo os banhos de sol serão realizados de forma separada dos demais detentos. Após o período de adaptação padrão deverá ficar numa cela comum.


Robinho foi preso na noite dessa quinta-feira (21) após ter sua pena na Itália homologada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para ser cumprida no Brasil. A condenação é de nove anos de prisão em regime fechado, mas ele pode deixar a cadeia bem antes de completar esse tempo.


Isso se deve ao direito de progressão de regime, previsto no artigo 112 da Lei N° 7.210, de 1984. Robinho pode ir para a fase semiaberta do regime após cumprir 40% de sua pena na cadeia, cerca de 3 anos e 7 meses. Esse avanço da pena se aplica a qualquer réu primário, caso do ex-jogador do Santos e Seleção Brasileira.


Assim, a depender apenas de um bom comportamento, Robinho poderia vir a deixar a cadeia já em outubro de 2027.

No regime semiaberto, o preso pode deixar a prisão para trabalhar e estudar durante o dia, tendo que voltar à cadeia para passar a noite. Vale lembrar que a condenação do ex-jogador ainda cabe recurso.


'Penitenciária dos famosos'

Robinho chegou ao complexo penitenciário de Tremembé por volta da 1h desta sexta-feira. Ele foi preso no início da noite de quinta no prédio de apartamentos onde mora no bairro de Aparecida, cidade de Santos, litoral de São Paulo.


A penitenciária de Tremembé é conhecida como a “penitenciária dos famosos”. Entre os detentos do local está Alexandre Nardoni, Cristian Cravinhos, Gil Rugai, o ex-médico Roger Abdelmassih entre outros.


A Penitenciária 2 tem capacidade para mais de 390 presos em regime semiaberto e fechado. As celas podem abrigar até oito presos. É integrante de um complexo penitenciário onde também está a prisão feminina, a P1. Nesse local estão presas como Suzane Richtofen, Elize Matsunaga e Ana Carolina Jatobá.


O advogado do ex-jogador, José Eduardo Alckmin, afirmou que recorrerá da decisão monocrático do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), dada no fim da tarde de quinta-feira permitindo a prisão de Robinho. Ele quer que o pedido de habeas corpus seja julgado pelo plenário da suprema corte.


Com a Agência Brasil

Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page