Rublo é a moeda que mais se fortaleceu no mundo


(Foto: Sputnik/Maksim Blinov)

Segundo a CBS News, o fortalecimento da moeda russa é resultado de uma série de medidas tomadas pelo governo da Rússia para a defender contra o impacto das sanções ocidentais impostas após o início da operação especial na Ucrânia.

"As medidas muitíssimo agressivas da Rússia para evitar que o dinheiro saia do país, junto com a força das ações ocidentais, estão contribuindo para criar uma demanda de rublos e fazer subir seu valor", afirma o CBS.

Trata-se, particularmente, da exigência de os países "hostis" terem que pagar pelas entregas de gás em rublos e também do controle de capitais, ou seja, a proibição de os detentores estrangeiros de ações e bônus russos retirarem os dividendos do país.

Além do mais, as sanções ocidentais e a saída de empresas estrangeiras da Rússia provocaram a redução das importações, gerando um aumento significativo da balança comercial russa, informa o veículo.

"Por coincidência, enquanto as importações caem, as exportações disparam", disse Tatiana Orlova, economista-chefe dos mercados emergentes da Oxford Economics.

"A Rússia está ganhando quase US$ 20 bilhões [R$ 94,6 bilhões] por mês com as exportações de energia. Desde o final de março, muitos compradores estrangeiros cumpriram a exigência de pagar a energia em rublos, aumentando o valor da moeda."

Em 23 de março, o presidente russo, Vladimir Putin, ordenou que os pagamentos pelo fornecimento do gás natural russo à Europa fossem efetuados só em rublos. Ao assinar o decreto respectivo, Putin disse que se os países "hostis" não pagarem em rublos a partir de 1º de abril, Moscou considerará essas ações como incumprimento dos compromissos nos contratos.


Fonte: Agência Sputnik

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg