top of page
banner niteroi carnaval 780x90px 16 02 24.jpg

Rússia é o terceiro maior fornecedor de grãos para o Brasil

A Rússia se tornou um dos cinco maiores fornecedores de grãos para o Brasil, tendo vendido grãos no valor de US$ 105,8 milhões nos primeiros sete meses deste ano. A informação foi divulgada pelo Sputnik. De acordo com o levantamento, de janeiro a julho deste ano, o Brasil importou 380 mil toneladas de trigo e meslin (uma mistura de trigo e centeio) da Rússia, tornando o país russo o quarto maior fornecedor. O Brasil não comprou grãos da Rússia durante o mesmo período em 2022.

TV BRICS

Anteriormente, a Rússia vendeu grãos ao Brasil em 2010, 2013, 2014 e 2019, com as vendas mais altas totalizando US$ 5,6 milhões em 2010. Por sua vez, o Brasil tem sido uma fonte confiável de carne bovina, suína e de aves de alta qualidade para as famílias russas há mais de duas décadas. O país sul-americano também fornece café, amendoim e soja para a Rússia.


O líder tradicional em vendas de grãos para o Brasil é a Argentina: nos primeiros sete meses deste ano, ela embarcou quase dois milhões de toneladas no valor de US$ 736,3 milhões. Em segundo lugar está o Paraguai, de onde o Brasil importou 886 mil toneladas de grãos no valor de 290 milhões de dólares americanos. Ao mesmo tempo, os suprimentos para esses dois países diminuíram 2 e 1,5 vezes, respectivamente, segundo informa Prensa Latina, o parceiro da rede TV BRICS.


O agronegócio do Brasil quadruplicou em 20 anos, com uma safra de 300 milhões de toneladas prevista para este ano. Entre 2002 e 2022, o PIB agrícola do país (em valores deflacionados*) mais do que quadruplicou, saltando de US$ 122 bilhões para US$ 500 bilhões.


Fonte: TV BRICS

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banner niteroi carnaval 300x250px 16 02 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page