São Paulo recebe mais 5,5 milhões de doses da CoronaVac


Desembarque, em São Paulo, de mais uma remessa da vacina vinda da China nesta quinta-feira (Reprodução)

O governo de São Paulo recebeu na manhã desta quinta-feira (24) um novo lote com 5,5 milhões de doses da vacina contra Covid-19 CoronaVac, imunizante desenvolvido e produzido pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A remessa, a maior já enviada para o Brasil, é composta por 2,1 milhões de doses prontas para uso e 2,1 milhões de litros de insumos, correspondentes a 3,4 milhões de doses. Outras 400 mil são aguardadas até o dia 28 e mais 1,6 milhão no dia 30, o que somará 10,8 milhões de doses da vacina vindas da China neste mês, de acordo com o governo de São Paulo.

A CoronaVac concluiu a fase 3 de testes no Brasil, faltando agora o Butantan enviar os estudos sobre a eficácia da vacina, junto com o pedido de autorização, à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O envio estava previsto para esta quarta-feira (23), mas foi adiado pelo governo de São Paulo. A vacinação da população depende destes próximos passos do governo paulista e da Anvisa.

A taxa de eficácia, na prática, significa que se uma vacina tem 80% de eficácia, isso significa que 80% das pessoas vacinadas ficam protegidas contra a doença.

O governo de São Paulo afirma que a eficácia da CoronaVac é acima de 50%, que é a taxa mínima para ser aprovada, mas falta divulgar os dados conclusivos.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg