São Gonçalo retoma ações de ordenamento público


Foto: Divulgação

A Secretaria de Ordem Pública de São Gonçalo retomará as ações de fiscalizações noturnas a partir dos próximos dias 7,8 e 9 de janeiro. A operação intitulada ‘Cidade em Ordem’, segundo a prefeitura, tem objetivo de garantir o ordenamento dos espaços públicos e a a segurança dos moradores, coibir a realização de eventos clandestinos, de construções e estacionamentos irregulares, além de também fiscalizar o cumprimento dos decretos municipais com restrições contra o coronavírus no período de pandemia.


As ações, realizadas pelos bairros da cidade, contam com a integração entre as secretarias de Meio Ambiente, Saúde e Defesa Civil, por meio da Vigilância Sanitária, Subsecretaria de Fiscalização de Posturas, e com o apoio da Ronda Ostensiva da Guarda Municipal, agentes do São Gonçalo Presente e da Polícia Militar.


As operações acontecem semanalmente, às sextas, sábados e domingos, a partir das 22h, e se estendem até a madrugada, percorrendo os locais de grande movimentação da cidade, levando aos donos de estabelecimentos conscientização e orientações para a manutenção das normas de ordenamento do município.


Com essas ações de vistoria, no ano de 2021, foram aplicados 80 autos de infração, 22 interdições e apreensões de materiais utilizados para perturbação de sossego ou ocupação de espaços públicos. Os materiais removidos das vias públicas são encaminhados para o depósito da Subsecretaria de Fiscalização de Posturas.


Ao todo, já foram realizadas 49 ações em conjunto, nos bairros de Alcântara, Jardim Alcântara, Jardim Catarina, Raul Veiga, Santa Izabel, Vila Três, Jardim Fluminense, Coelho, Almerinda, Colubandê, Laranjal, Vista Alegre, Santa Luzia, Trindade, Mutondo, Nova Cidade, Centro, Estrela do Norte, Boaçú, Vila Iara, Brasilândia, Mutuá, Mutuapira, Porto do Rosa, Itaúna, Mangueira, Camarão, Vila Lage, Neves, Covanca, Barro Vermelho, Santa Catarina, Venda da Cruz, Paraíso, Gradim, Patronato, Boa Vista, Porto Velho, Galo Branco, Rio do Ouro e Maria Paula.


Após as vistorias realizadas, os órgãos retornam aos locais que possuem maior índice de denúncias enviadas por secretarias e órgãos competentes à Secretaria de Ordem Pública, para checar a obediência às determinações e, se for ocaso, aplicar as sanções previstas em lei.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg