Secretário de Direitos Humanos é ameaçado de morte


Foto: Divulgação

O secretário de Direitos Humanos de Niterói, Raphael Costa, denunciou à Polícia Civil, no domingo (27/3), que está recebendo há cerca de uma semana uma série de ameaças de morte através de ligações telefônicas e mensagens. Além disso, a informação sobre um suposto plano de assassinato do secretário também foi recebida pelo Disque Denúncia e repassada às autoridades.


No dia 18 de março, o secretário esteve na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, onde apresentou um pedido de apuração de denúncia contra o governo do estado do Rio. Na ocasião, o Executivo estadual foi denunciado por omissão em casos de violação de direitos humanos, sobretudo em territórios dominados por milícias. A petição foi assinada por grupo de juristas e advogados e baseada em relatório da Defensoria Pública do Rio de Janeiro.


De acordo com Raphael Costa, ele já havia recebido ameaças ao longo do ano passado, principalmente durante sua atuação em defesa dos moradores do Prédio da Caixa. O local, no Centro da cidade, é conhecido por ser utilizado por organizações criminosas para venda de drogas e exploração da prostituição. No entanto, essa é a primeira vez que Raphael fala sobre o assunto.


“Nunca fui de alimentar esse tipo de polêmica, nem acirrar os ânimos. Mas dessa vez estamos extremamente preocupados com minha segurança. Não teve 1 dia, desde a apresentação da denúncia na ONU, que eu não tenha recebido uma mensagem ou ligação, com ameaças e xingamentos. Querem intimidar e constranger nossa luta pela vida e pela justiça, mas não vão nos calar”, afirma o secretário Raphael.


O secretário abriu o Registro de Ocorrência na Delegacia de Icaraí (77ªDP), onde solicitou investigação da origem das ligações e mensagens. Ainda segundo Raphael, o Programa de Proteção a Testemunhas entrou em contato com ele e agendou para a próxima terça-feira (30/3) uma reunião para avaliação do caso. Também será feito um estudo das medidas necessárias para garantir sua segurança, que podem incluir uso de colete a prova de balas e até a saída do estado do Rio.

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif