Sem vacinas e sem seringas, logística de Pazuello fracassa


Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello (Agência Brasil)

O Ministério da Saúde fracassou em sua tentativa de comprar seringas para vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Acordo firmado nesta terça-feira (29) garante menos de 3% do que é necessário para vacinar a população.

Das 331 milhões de unidades previstas, governo só conseguiu oferta para 7,9 milhões, número que corresponde a cerca de 2,4% do total de unidades que a pasta desejava adquirir, segundo O Estado de S.Paulo. Vale lembrar que esta foi apenas a primeira tentativa de Eduardo Pazuello para comprar seringas e agulhas para a vacinação no Brasil.

Deste modo, o Ministério da Saúde fará outro certame, este ainda sem data definida. A compra de seringas e agulhas costuma ser feita por estados e municípios. Durante a pandemia, porém, o ministério decidiu centralizar estes insumos. A previsão do ministro da Saúde é iniciar a vacinação contra a Covid-19 no País em fevereiro.

​A imunização da população brasileira, porém, ainda depende de alguma vacina obter o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A estimativa é que 108 milhões de doses sejam aplicadas ainda no primeiro semestre. Além da vacinação contra o coronavírus, as seringas e agulhas adquiridas pelo Ministério da Saúde serviriam para a campanha de imunização contra o sarampo.

No pregão desta terça-feira (29), o ministério buscava ofertas para conjuntos de seringas e agulhas de diferentes tipos. Dos quatro itens procurados pela pasta, três não tiveram propostas válidas.

Nestes casos, os preços oferecidos podem ter superado valores fixados pelo ministério ou as empresas não apresentaram a documentação necessária. O quarto item teve lance válido apenas para parte do que era ofertado.

O presidente Jair Bolsonaro nunca escondeu que a escolha do general Eduardo Pazuello para ocupar a pasta da Saúde seria pelo seu conhecimento de logística, adquirido no Exército, além de ter se referido a ele como um "predestinado"..

Em 16 de dezembro, em evento que lançou o Plano Nacional de Imunização, Pazuello afirmou que não havia por que se preocupar com a logística da distribuição dos insumos. “Não se preocupem com a logística. A logística é simples", disse o general.


Com a Sputnik


 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também:

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle