top of page

Semana da Saúde no Rio realizou mais de 17 mil atendimentos

A 12ª edição da Semana da Saúde, promovida pela Secretaria de Estado de Saúde, terminou nesta quinta-feira (1/12) com cerca de 17 mil atendimentos realizados. Durante três dias, a maior ação de saúde pública do país movimentou o Largo da Carioca, no Centro do Rio, onde foram oferecidos mais de 10 tipos de exames e serviços à população.

Divulgação

"A Semana da Saúde já é um evento esperado pela população porque é uma oportunidade a mais para que as pessoas possam cuidar da sua saúde. O caminho para a prevenção passa pela detecção precoce das doenças. Estamos levando essa ação a vários municípios para que possamos dar cada vez mais acesso aos serviços de saúde", disse o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.


O dia 1° de dezembro é marcado pelo Dia Mundial de Luta contra a Aids. Durante toda esta quinta-feira, às pessoas que passaram pela Semana da Saúde puderam realizar gratuitamente o teste para detecção do HIV e de outras doenças sexualmente transmissíveis, como as hepatites B e C e a sífilis. Nos três dias da ação, foram mais de 2.700 testagens.


"Eu procurei a Semana da Saúde porque estão sendo realizados vários exames aqui. Como foi o Dia Internacional de Luta contra a Aids, decidi também fazer o teste de HIV. Conhecer o diagnóstico ajuda a pessoa a se cuidar e a não contaminar o outro", afirmou a auxiliar de serviços gerais Andréia Áurea, de 45 anos.


O enorme estande voltado para a Saúde do Homem já é uma tradição e um dos serviços mais procurados em todas as edições da Semana da Saúde. Desta vez, foram 1.900 consultas com urologistas e testes de PSA, para prevenção ao câncer de próstata. Além do exame clínico, o público assistiu a palestras sobre cuidados com a saúde, autocuidado, alimentação, entre outros temas. Os casos suspeitos foram encaminhados para tratamento.


Morador de São Gonçalo, o motorista Carlos Henrique Pinto, de 58 anos, sabe que cuidar da saúde é importante e, por isso, procura a Semana da Saúde todos os anos para fazer o exame da próstata.


"A prevenção é o mais importante. Eu quero continuar cuidando dos meus filhos, vê-los crescer, ser avó. Frequento a Semana da Saúde todos os anos e sempre

faço os exames", afirmou ele.


O retorno do Mamógrafo Móvel foi outro sucesso. Muito procurada, a carreta da saúde da mulher realizou 190 exames entre mamografias e ultrassonografias mamárias. As mamografias levam em média de 20 a 30 minutos para serem realizadas, e os resultados serão entregues em 10 dias úteis no Rio Imagem.


"Estou com um caroço em uma das mamas e sinto muitas dores. Vim à Semana da Saúde para poder fazer os exames. Estou muito feliz de sair daqui com uma resposta do que eu tenho", contou a aposentada Maria da Conceição, de 72 anos.

Divulgação

Quem passou pelo Largo da Carioca também teve a grande oportunidade de ajudar a salvar vidas doando sangue no estande do Hemorio. Na ação, foram realizados 546 atendimentos e coletadas 435 bolsas de sangue. Essas doações vão reforçar os estoques do Hemorio, que sofrem queda no final do ano.


"Doar sangue é um ato de amor, de solidariedade. É saber que um dia você também poderá estar sendo ajudado. Eu doo sempre que posso e todos os anos venho à Semana da Saúde para doar", ressaltou a técnica de enfermagem Daniela Souza, de 36 anos.


Nos três dias de evento, foram realizadas ainda 302 consultas e avaliações dermatológicas, 3.578 aferições de pressão, 700 teste de colesterol, 2.278 testes de glicose e 1.273 avaliações corporais (bioimpedância). Também foram realizados 1.100 testes alérgicos e de função pulmonar, entre outros

serviços ofertados. A vigilância estadual esteve presente dando orientações e esclarecendo dúvidas sobre prevenção e combate à dengue, zika e chikungunya.

Para alegrar essa maratona da saúde não faltaram música boa, dança e animação. Passaram pelo palco do evento a banda da Polícia Militar, o Coral da Polícia Civil, a Orquestra Maré do Amanhã, Zé Mathias e Trio Xodó, o grupo Pé Descalço e o músico Rodrigo Carvalhaes do Trompete. O grupo Harmonia Enlouquece, formado por técnicos e pacientes do Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro (CPRJ), que participa todos os anos da Semana da Saúde, foi outro destaque.


"É um orgulho estar integrado com os colegas da Saúde e dando nosso recado, mostrando uma força diferente, mas também é uma força ligada à busca de alívio, de atenção e de sofrimento como todos aqui", destacou Francisco Sayão, conhecido como Dr. Kiko, diretor do CPRJ e músico banda.


Parcerias


A ação é uma parceria entre a SES, TV Band e rádio BandNews, e conta ainda com o apoio das Drogarias Venancio, Medlevenshon, Águas do Rio, Brasil sem Alergia, Cruz Vermelha e Guaravita.


Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

300x250px.gif