Seminário no Rio debate 'smart cities' com sociedade


Pela primeira vez, a Prefeitura do Rio vai debater com a sociedade conceitos smart cities no seminário Rio Cidade Inteligente que acontece nesta quarta-feira (8/12), no Museu do Amanhã. Organizado pela Coordenadoria de Cidade Inteligente e o Centro de Operações Rio (COR), em parceria com o Polo de Inovação do Centro Universitário Augusto Motta (Pólem/Unisuam), o evento reunirá mais de 400 representantes dos setores público e privado em cinco painéis: A retomada econômica do Rio; O impacto do 5G na cidade; Cidade monitorada e segura; A tecnologia a serviço da mobilidade; COP26 e o futuro das cidades.

Museu do Amanhã / Divulgação

Diretores da Fecomércio/RJ, gestores de diversos órgãos públicos, como a Polícia Militar, e privados, como o reitor da Unisuam, Arapuan Motta Netto, e fundadores do G10 Favela (organização sem fins lucrativos com líderes e empreendedores de impacto social das favelas) estão entre os presentes. Autor do livro “A Cidade StartUp: uma nova era de cidades mais inteligentes”, o professor e 'Smart Cities expert' Renato de Castro fará a fala inspiracional.


Além de membro do Conselho de Diretores da Leading Cities de Boston e conselheiro sênior voluntário na União Internacional de Telecomunicações (agência das Nações Unidas para a informação e telecomunicações), ele é embaixador de Smart Cities no TM Fórum de Londres e no COR.


Executivo internacional na Ásia, nas Américas e na Europa com mais de 20 anos de experiência em smart cities, Renato vai compartilhar sua visão sobre a nova era de cidades mais inteligentes, incluindo tópicos como Inteligência Artificial e Internet das Coisas.


"Cidades inteligentes são lugares onde tudo conspira para tornar a sua vida melhor", resume Renato, sócio da RMA Advisory, em Dubai, no Oriente Médio, onde vive atualmente.

O seminário


O Rio Cidade Inteligente faz parte das ações realizadas pela prefeitura para devolver ao Rio o protagonismo das cidades mais inteligentes do país. Entre os projetos há a instalação de dez mil novas câmeras, cinco mil pontos de wi-fi e nove mil sensores georreferenciados com soluções IoT e a criação de um LabGov.


"Nossa proposta é apresentar os projetos em andamento e discutir conceitos smart cities com representantes de diversas áreas. Isso certamente contribuirá para enriquecer as discussões de temas fundamentais para projetos futuros de cidades inteligentes", explica Felipe Peixoto.

O gestor de Inovação do Pólen/Unisuam, Diego Braga, destaca a importância desse tipo de cooperação entre os setores público e privado.


"É fundamental investir em projetos de cidades inteligentes, o que já é uma transformação natural, visto os avanços tecnológicos", diz Diego Braga que também participa do seminário.


Já o chefe-executivo do COR, Alexandre Cardeman, destacou a iniciativa do prefeito Eduardo Paes de criar a Coordenadoria de Cidade Inteligente.


"O Rio precisava de um órgão específico para tocar os projetos smart cities. Agora, com a coordenadoria que trabalha diretamente em sintonia com o COR, vamos avançar em muito nos projetos para o futuro da nossa cidade", avalia Cardeman, que atua no COR desde a sua criação, há dez anos.


PROGRAMAÇÃO


Abertura


De 9h às 10h, com o prefeito Eduardo Paes; o coordenador de Cidade Inteligente da Prefeitura do Rio, Felipe Peixoto; o reitor da Unisuam, Arapuan Motta Netto Reitor; e o presidente da Fecomércio/RJ, Antônio Florêncio de Queiroz. Fala inspiracional do professor Renato de Castro, smart cities expert.


1ª Mesa - A retomada econômica da cidade do Rio


Das 10h às 11h com o Secretário. Municipal Desenvolvimento Econômico Inovação e Simplificação, Chicão Bulhões; o diretor do Instituto de Pesquisa FECOMÉRCIO, João Gomes; o especialista em Inovação da INPI/UNISUAM; . Eduardo Winter; e o fundador do G10 Favelas, Reginaldo Lima CO. Mediação: Claudia Costa, diretora da UNISUAM.


2ª Mesa - O impacto do 5G na cidade


Das 11h às 12h com Vinícius Caram, superintendente de Outorgas da ANATEL; Ary César Rodrigues, consultor em Cidades Inteligentes e Ambientes de Inovação; Carlos Sanchez, CEO da Concessionária Smart Luz Rio; e o vereador Carlo Caiado, presidente da Câmara Municipal do Rio. Mediação: de André Luis Azevedo Gomes, smart cities expert.


3ª Mesa - Cidade monitorada e segura


Das 14h às 15h, com o secretário Municipal de Ordem Pública do Rio, Brenno Carnevale; o secretário Municipal de Ordem Pública de Niterói, coronel Paulo Henrique; o coordenador de Tecnologia da Informação e Comunicação da Secretaria da PMERJ, tenente-coronel Laviola; e o subsecretário de Transparência e Governo Digital da Secretaria Municipal de Governo e Integridade Pública (Segovi), Bruno Bondarovsky. Mediação: Patrícia Dusek, PPGDL da UNISUAM.


4ª Mesa - A tecnologia a serviço da mobilidade


Das 15h às 16h, com Maína Celidonio, secretária Municipal de Transportes; Alexandre Cardeman, chefe-executivo de Resiliência e Operações do Centro de Operações Rio (COR); Pedro Palhares, gerente Geral da Moovit Brasil; e Joaquim Dinis, presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio). Mediação: Diego Braga Gestor de Inovação do Pólen - Polo de Inovação da UNISUAM.


5ª Mesa - Cop26 e o futuro das cidades


Das 16h às 17h, com Eduardo Cavaliere, secretário Municipal de Meio Ambiente do Rio; Ronaldo Seroa da Motta, professor de Economia e Meio Ambiente da Uniersidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); Ricardo Piquet, diretor-presidente do Museu do Amanhã; e Marcus Moraes Correia, CEO da MUDE (Wellness). Mediação: Márcio Schiavo, representante do Instituto Genera.


Serviço


Evento: Seminário Rio Cidade Inteligente

Data: 08/12/21

Horário: das 9h às 17h, com credenciamento a partir das 8h

Local: auditório principal do Museu do Amanhã - Praça Mauá


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg