728x90_2.gif

Serafini garante 5% da arrecadação para área social


Entre o vereador Renatinho e a vice Josiane, Serafini caminhou pelas calçadas da Avenida Amaral Peixoto

Ao caminhar nesta sexta-feira pela Avenida Amaral Peixoto, no Centro, onde dormem muitas pessoas em situação de rua, o canidato do PSOL a prefeito de Niterói, Flávio Serafini, lembrou que o seu Programa de Governo contempla a área de assistência social com a garantia de 5% do total da arrecadação municipal para a assistência social até 2023; a divulgação e transparência da prestação de contas dos gastos comAssistência Social; e  o Incentivo/estímulo/garantia da participação de trabalhadores e usuários nosespaços de definição de orçamento e financiamento da política deassistência.

- Nós estamos no meio de uma grave crise social e neste momento é importante fortalecer as políticas de assistência social, de acolhimento à população em situação de rua e garantia de uma renda básica para esta população - afirmou Flavio Serafini, que foi acompanhado também pelo vereador Renatinho, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Niterói e candidato à reeleição.

- Uma caminhada pela Amaral Peixoto é um aprendizado sobre as contradições da nossa cidade. Aqui não tropeçamos somente  nas calçadas esburacadas, mas tropeçamos nos efeitos evidentes de uma política  pública que promove a exclusão e a discriminação dos mais pobres e das pessoas negras. É nessa avenida que dialogamos com a população oprimida todos os dias pela falta de assistência social e por uma segurança pública seletiva. Vemos as pessoas despejadas do Prédio da Caixa, há um ano e meio ainda sem teto; vemos pessoas desligadas dos abrigos e de volta à situação de rua em plena pandemia e vemos os ambulantes que sofrem a repressão municipal. Essa avenida é um retrato de uma cidade que tem visto o aprofundamento da desigualdade social e do racismo estrutural nos últimos anos em nossa cidade. Precisamos usar os recursos desta cidade tão rica para reduzir essa inacreditável desigualdade - disse o vereador Renatinho do PSOL.