Sete presos por venda ilegal de aves em feira de Bangu


Sete pessoas foram presas em ação conjunta da Secretaria Municipal de Meio Ambiente com Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente que desbaratou vendas ilegais de pássaros na Rua da Feira, em Bangu, Zona Oeste do Rio. Entre as aves estavam biquinhos, coleiros, canários-belgas e trinca-ferros. Os passarinhos eram vendidos por até R$ 1 mil.

Divulgação / SMAC

Os infratores foram autuados por comércio ilegal de animais silvestres, com base no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais (12.605, de 1998).


"A apreensão de pássaros vendidos ilegalmente é mais uma ação de defesa dura do Meio Ambiente. A população deve ficar atenta à compra de animais em feiras. Esse tipo de crime tem consequências ambientais e impacta o comércio regular de pássaros em lojas licenciadas", destacou o secretário municipal de Meio Ambiente, Lucas Padilha.

Divulgação / SMAC


Os comerciantes ilegais das aves podem pegar até um ano de prisão.


O coordenador de Defesa Ambiental da Prefeitura do Rio, coronel José Maurício Padrone, acredita que a redução ou mesmo paralisação de captura de animais silvestres na natureza só ocorrerá quando houver conscientização e não existir mais compradores, incentivando o tráfico.


"Vamos seguir com ações de proteção à nossa fauna", disse ele.


Fonte: SMAC

300x250px.gif
728x90px.gif