SG tem maior índice de furtos de energia segundo Enel-RJ


Foto: Divulgação

A Enel Distribuição Rio fechou o ranking dos municípios atendidos pela distribuidora com os maiores índices de furto de energia no ano de 2021. São Gonçalo lidera a lista, com índice de 39% de perdas de energia. Itaboraí vem na sequência, com índice de 32%, e Duque de Caxias ocupa a terceira posição, com 31%, seguidas pelas cidades de Magé (30%) e Araruama (27%), respectivamente. De toda energia distribuída pela companhia na sua área de concessão, cerca de 20% é perdida – a maior parte devido ao furto de energia, também conhecido como “gato”.


A companhia tem intensificado cada vez mais o combate ao furto de energia. No ano passado, a distribuidora realizou 334 mil inspeções em sua área de concessão, crescimento de 35% na comparação com as 247 mil inspeções realizadas em 2020. Além da intensificação das inspeções, foram realizadas 73 mil operações de modernização dos medidores inteligentes com comunicação remota, aumento de 39% em relação a 2020.


Como fruto desse trabalho, levantamento interno aponta que a companhia identificou 182 mil irregularidades entre janeiro e dezembro de 2021, um aumento de 38% em relação às 131 mil fraudes encontradas no mesmo período de 2020. Com isso, a Enel Distribuição Rio conseguiu recuperar 485 milhões de kWh de energia furtada, o que representa uma expansão de 353 milhões de kWh de volume de energia recuperado pela concessionária no ano de 2020. O volume de energia recuperado pela distribuidora em 2021 seria suficiente para abastecer aproximadamente 269 mil residências por um ano com consumo médio mensal de 150/kWh.


“A Enel Distribuição Rio vem intensificando nos últimos anos a fiscalização contra fraudes e furtos em todos os seus municípios da área de concessão. Esse tipo de ação contribui para a melhora da qualidade do serviço e para a segurança da população”, afirma Marcio Luis de Souza, responsável pela área de Operações Comerciais da Enel Rio.


Furto de energia é crime


A distribuidora também realiza constantemente ações de combate ao furto de energia em parceria com a Polícia Civil. Nos 12 meses de 2021, a empresa realizou 564 operações que resultaram em 153 pessoas detidas em flagrante, sendo 49% de clientes comerciais e 51% de residenciais.


A concessionária alerta que fraudes e furtos são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a oito anos de detenção. Além disso, a distribuidora também cobra os valores retroativos referentes ao período em que ocorreu a irregularidade, acrescida de multa, dos fraudadores. Cometem crime tanto as pessoas que executam fisicamente a fraude nas instalações quanto os titulares das contas de energia.


Além de crime, as fraudes e furtos contribuem para a piora na qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidores da concessionária com maior número de interrupções e, por vezes, dificultando o retorno da energia elétrica. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes, deixando o sistema de distribuição mais suscetível às interrupções no fornecimento de energia que prejudicam todos os consumidores. Estima-se com esse tipo de ação uma não arrecadação de ICMS por furto na Enel Rio em torno de R$ 391 milhões por ano e, sem os furtos de energia, as tarifas de energia elétrica no estado do Rio de Janeiro poderiam ser reduzidas em aproximadamente 13%.


“A regularização dos clientes traz cidadania para essa parcela da população e beneficia todos os consumidores com um serviço de melhor qualidade”, completa Marcio Luis.


Clientes que adotam esta prática, popularmente conhecida como “gato”, também estão colocando em risco as suas vidas e da população. Pessoas não habilitadas que tentam manipular o medidor de energia ou realizar ligação direta na rede elétrica correm o risco de choque e acidentes graves, que podem ser fatais.


Combate ao furto de energia


Os clientes que quiserem denunciar o furto de energia podem fazê-lo pela internet, pelo aplicativo Enel Rio ou pelo 0800 280 0120. Não é necessário se identificar.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg