SindLojas vai à Justiça contra cobrança da Águas de Niterói

O Sindilojas ingressou nesta quinta-feira com ação civil pública contra a concessionária Águas de Niterói, para que os lojistas paguem apenas pelo consumo ocorrido, e não pela demanda contratada dos serviços.

"O Comércio já vinha sendo duramente prejudicado desde o início da pandemia, situação que ficou ainda pior com o fechamento determinado pela prefeitura", comenta o presidente do Sindicato dos Lojistas de Niterói, Charbel Tauil Rodrigues. "Num cenário com o atual, em que muitos estão prestes a falir, é absurdo que o empreendedor tenha que pagar por algo que sequer teve chance de utilizar", enfatiza.

O Sindilojas quer que sejam recalculados todos os valores cobrados desde a segunda quinzena de março pela concessionária às empresas associadas ao Sindicato, ficando também sem praticar juros e multas de faturas não pagas dentro do prazo, assim como sem suspender seus serviços até o término da pandemia.

Preparada por Ângelo Hippertt, do escritório Freitas & Freitas Advogados Associados, a ação foi distribuída para a 7ª Vara Cível de Niterói.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif