Sobrinho de Bolsonaro não aparece para trabalhar há meses


(Reprodução)

Leonardo Rodrigues de Jesus, o Léo Índio, sobrinho do presidente Jair Bolsonaro (PL) e primo de Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro, não aparece no Senado nos horários de expediente desde a primeira semana de março. Ele é assessor da liderança do PL (Partido Liberal) e ocupa o cargo de auxiliar administrativo júnior, recebendo salário de R$ 5.735,93 por mês, desde dezembro de 2021. As informações são da colunista Juliana Dal Piva, do portal UOL.

Em nota, o senador Carlos Portinho (PL-RJ), responsável pelo gabinete da liderança do partido até 10 de junho, disse que Leonardo era "responsável pelo setor de relações institucionais da liderança com ministérios e demais órgãos de governo" e que atendia as demandas "tanto de forma presencial, como remota".

De acordo com Dal Piva, segundo os relatos ouvidos pela coluna, já no ano passado Léo Índio frequentava pouco o Senado. No entanto, no breve período de trabalho, ele chegou a levar para sua mesa uma caneca com a inscrição "cloroquina".

Pré-candidato a deputado distrital pelo mesmo partido do tio presidente, Léo Índio saiu do Rio de Janeiro, onde constava como assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj desde 2007, e foi para Brasília em 2019 após a eleição de Jair Bolsonaro, e trabalhou como assessor do senador Chico Rodrigues (DEM-PR), com salário de cerca de R$ 14.800,00 até o parlamentar ser flagrado pela Polícia Federal com R$ 30 mil escondidos na bunda em outubro de 2020. Léo foi um dos denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro no caso das rachadinhas no gabinete de Flávio na época da Alerj. Ele chegou também ser barrado pelo general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz, então ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, para ocupar um cargo para o qual não tinha as qualificações necessárias - uma delas, o ensino superior. Próximo a Carlos Bolsonaro, ao lado de quem costumava aparecer em fotos nas redes sociais, Léo Índio é filho de Rosemeire Nantes Braga Rodrigues, irmã de Rogéria Nantes, ex-mulher de Jair Bolsonaro.

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif