STF dá 30 dias para PF tomar depoimento de Bolsonaro


Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, deu 30 dias para PF colher depoimento (Foto: STF)

Após a manifestação do Palácio do Planalto dando conta que o presidente Jair Bolsonaro quer depor presencialmente no inquérito que apura suposta interferência na Polícia Federal, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes decidiu nesta quinta-feira (7) que a PF tem 30 dias para tomar o depoimento de Bolsonaro. Dentro do prazo, Bolsonaro pode marcar dia e hora para ser interrogado.

"Determino, ainda, à Polícia Federal que proceda, mediante comparecimento pessoal e prévio ajuste de local, dia e hora, a oitiva do presidente Jair Messias Bolsonaro, no prazo máximo de 30 (trinta) dias", escreveu Moraes na decisão.

O inquérito sobre interferência na Polícia Federal foi instaurado em abril de 2020 após a demissão do de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Moro acusou Bolsonaro de tentar interferir no comando da PF.

300x250px.gif
728x90px.gif