Suspenso árbitro de VAR que ignorou cotovelada criminosa


Otamendi aplica cotovelada que causou cinco pontos na boca de Raphinha (Reprodução/Conmebol)

A Conmebol anunciou nesta quarta-feira que suspendeu por tempo indeterminado o árbitro uruguaio Andrés Cunha e o árbitro de vídeo (VAR) Esteban Ostojich, do Paraguai, que atuaram no jogo Argentina 0 x 0 Brasil, em San Juan, na noite de terça-feira (16). No lance mais polêmico da partida, disputada com excesso de rispidez e em alta tensão - a Argentina ainda busca classificação para a Copa do Mundo de 2022 -, Otamendi atingiu Raphinha com uma cotovelada na boca - sangramento intenso e cinco pontos - e, após o lance ser revisado pelo VAR, nada foi marcado. Com o resultado a seleção brasileira permanece na liderança da classificação da competição, agora com 35 pontos e já com vaga garantida no Catar, enquanto os argentinos seguem na vice-liderança com 29 pontos.

De acordo com o comunicado da Conmebol, os árbitros "cometeram erros graves e manifestos no exercício de suas funções", ao não coibirem "conduta violenta do jogador n°19 Nicolás Hernán Gonzalo Otamendi (ARG) contra um adversário colocando em risco a integridade física do mesmo com uso do braço no rosto", e estão suspensos em competições organizadas pela entidade.

A Conmebol também divulgou vídeo e áudio da checagem do VAR no lance.

O lance aconteceu aos 33 minutos do primeiro tempo, quando o atacante brasileiro tenta se antecipar ao zagueiro argentino na saída da área. Na imagem, a cotovelada é nitidamente intencional e, no instante seguinte, Raphinha mostra ao árbitro o sangramento. Andrés Cunha pede auxílio ao árbitro de vídeo.

Apesar das evidências de lance para cartão vermelho, a sala do VAR chega a entrar em consenso de que seria para marcação de falta e cartão amarelo. Mas, após três minutos de diálogo, Cunha decide manter a decisão de não marcar infração nem aplicar cartão.

VAR: Eu considero que o golpe é com o antebraço no rosto, com intensidade média. Me parece que é falta com cartão amarelo. Não considero vermelho. Estamos de acordo?

AVAR: Estamos de acordo.

VAR: Andrés, checagem completa. Uso de braços indevido ao limite

Árbitro: Ok, ok, está claro.

VAR: Obrigado, Santiago (operador). É fora da área.

VAR: Me dê mais dez segundos mais, por favor. Volte atrás (no vídeo).

AVAR: Espere, não retome (a partida), espere.

VAR: Aqui, me mostre se é dentro ou fora.

AVAR: É fora.

VAR: Mas vamos confirmar. Fora, o golpe é fora. Vamos, siga, siga.

Tite: 'impossível não ver'

Após o jogo, o técnico Tite disse que era impossível o árbitro de vídeo não ver a cotovelada intencional do zagueiro argentino e questionou se isso mudaria o resultado da partida.

"(Para) quem está no VAR é simplesmente impossível não ver a cotovelada do Otamendi no Raphinha. Isso ia determinar o resultado? Não sei. É um grande jogo, tradição, qualidade técnica. Mas tem um componente que tem que ser igual", declarou Tite.

Com o empate, a Seleção Brasileira manteve a invencibilidade em 13 jogos nas Eliminatórias. Os próximos dois compromissos pela competição serão em janeiro do ano que vem, contra Equador e Paraguai.


Veja a seguir o comunicado da Conmebol.

"CONSIDERANDO

Que, a atuação do Árbitro Principal Andrés Ismael Cunha Soca Vargas e do Árbitro VAR Esteban Daniel Ostojich Vega, designados para o mencionado jogo, foi analisada tecnicamente por esta Comissão, concluindo que os mesmos cometeram erros graves e manifestos no exercício de suas funções no desenvolvimento da partida, pontualmente na seguinte situação:

- Minuto 33: Conduta Violenta do Jogador N°19 Nicolás Hernán Gonzalo Otamendi (ARG) contra um adversário colocando em risco a integridade física do mesmo com uso do braço no rosto.

Como consequência, a Comissão de Árbitros da CONMEBOL RESOLVE

1. SUSPENDER os Árbitros ANDRÉS ISMAEL CUNHA SOCA e ESTEBAN DANIEL OSTOJICH VEGA por tempo indeterminado no exercício de suas funções em competições organizadas pela CONMEBOL.

2. NOTIFICAR os Árbitros ANDRÉS ISMAEL CUNHA SOCA e ESTEBAN DANIEL OSTOJICH VEGA."

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg