top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Tânia Alves estreia monólogo no Theatro Municipal

Tânia Alves comemora 50 anos de carreira, com a estreia do seu primeiro monólogo 'Criogenia de D.', adaptado do romance de mesmo nome do escritor niteroiense Leonardo Valente, e que estará em cartaz no Theatro Municipal de Niterói, nos dias 15, 16, 17 e 18 de setembro. O espetáculo retrata a vida afetiva e social de D., personagem de gênero indefinido e que carrega consigo alguns dos mais importantes dramas contemporâneos.

Foto: Fred Borba / Divulgação

A peça mostra que não há idade para a reinvenção de uma artista. Ela poderia merecidamente apenas colher os frutos das cinco décadas de uma carreira consagrada e marcada por personagens de mulheres fortes, como Maria Bonita.


Zona de conforto, contudo, não é o lugar preferido de Tânia Alves. Aos 72 anos, a atriz mudou o visual para encenar seu primeiro monólogo e interpretar uma personagem misteriosa, densa e de gênero indefinido.


“É um texto diferente de tudo o que já interpretei, e estou encantada. Não vejo a hora de subir no palco para interpretar essa personagem, ou esse personagem, e contar seus dramas com seus ex-maridos. Considero esse papel um renascimento, e estou pronta para esse enorme desafio”, disse Tânia.


“Sou tranquilidade e transbordamento de mim mesmo nos preciosos períodos de desamor; neles sou arisca, maldoso e ardilosa, e vejo o que o idiota nunca viu ou fingiu não ver”.


É assim, oscilando entre feminino e masculino em artigos e adjetivos que D. se apresenta e conta alguns de seus dramas sentimentais e existenciais que pegam rapidamente o público pela identificação. Ao falar sobre si, D. relata alguns dos principais dramas da vida contemporânea.


Segundo o diretor do espetáculo, André da Costa Pinto, Tânia, que por tantos anos quebrou estereótipos e padrões, surpreenderá mais uma vez, e de forma ainda mais radical.


“Tania é uma atriz de um talento imenso e a prim eira a romper antigos padrões de protagonistas mulheres na dramaturgia brasileira, acostumada a dar esses papéis apenas a atrizes loiras. Alguns de seus personagens, como Maria Bonita, estão eternizados no cinema e na TV. Dessa vez, ela comemora 50 anos de carreira quebrando mais estereótipos, vivendo uma personagem de gênero indefinido que vai mergulhar nos sentimentos e dramas mais profundos de nossa sociedade contemporânea, isso aos 72 anos, em plena forma e no auge de suas potencialidades artísticas. Todos ficarão surpresos e encantados com sua atuação”, disse André.

Foto: Fred Borba / Divulgação

Tânia e André foram os responsáveis pela adaptação do texto do espetáculo, uma produção da InCartaz. O espetáculo também terá uma parte musicada por Gastão Villeroy, um dos músicos mais renomados do país e que já dividiu os palcos com principais nomes da música brasileira.


“Além de grande atriz, Tânia Alves é uma grande cantora e não poderíamos deixar esse potencial de lado, que vai dar um toque ainda mais especial à D. Leonardo Valente adaptou parte do texto original para letras de música, e Gastão Villeroy compôs as melodias, e o resultado vai encantar a todos”, contou André.


O livro que deu origem ao espetáculo, 'Criogenia de D. ou manifesto pelos prazeres perdidos' (Editora Mondrongo), foi lançado no Brasil no ano passado e está sendo apontado pela crítica como marco literário no tratamento de gênero de uma personagem. Ainda este ano, será lançado na Argentina, Chile, Uruguai e Portugal.


Serviço


'Criogenia de D.' - Monólogo teatral

Datas: 15 a 18 de setembro.

Horário: Quinta, sexta e sábado às 20h e domingo às 19h.

Duração: 60 min

Classificação etária: 14 anos

Local: Theatro Municipal de Niterói

Endereço: Rua XV de Novembro 35, Centro, Niterói.

Telefone: 3628-6908


Ingressos: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia e ingresso social, quem levar um livro em bom estado ganhará 50% de desconto no ingresso. Os livros serão doados para bibliotecas comunitárias de Niterói).


Sympla - vendas online ou na bilheteria do teatro - aceita dinheiro, cartões de crédito/débito e Vale Cultura


Horário de Funcionamento:


Dias com espetáculo - Quarta a domingo, das 14h até o início do mesmo.

Dias sem espetáculo - Quarta a sexta, das 14h às 18h.


Fonte: Departamento de Imprensa SMC/FAN

Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page