TCU dá 15 dias para Exército explicar distribuição de cloroquina


Ministro da Saúde, general da ativa Eduardo Pazuello: muito a esclarecer ao TCU (Reprodução)

O Tribunal de Contas da União (TCU) deu 15 dias para o Ministério da Saúde e o Exército Brasileiro explicarem a produção e distribuição de milhões de comprimidos de cloroquina, mesmo sem ter eficácia comprovada para o tratamento de doentes com Covid-19.

O ministro Benjamin Zymler, do TCU, pede informações sobre os critérios de produção pelo Laboratório Químico e Farmacêutico do Exército e distribuição para as secretarias estaduais e municipais. Zymler quer informações também sobre a compra de insumos para a fabricação do remédio - historicamente indicado para tratar pacientes com malária - e ainda sobre a guarda, fracionamento e distribuição dos 3 milhões de unidades do medicamento recebidos por doação do governo dos Estados Unidos no ano passado, quando, por orientação da agência de controle de saúde norte-americana, deixou de ser usado contra a Covid-19 no país.

Apesar de não ter eficácia comprovada contra o coronavírus, o medicamento foi sistematicamente recomendado pelo presidente Jair Bolsonaro como forma de tratamento contra a Covid-19. Dois ministros da saúde foram demitidos em meio à polêmica do uso do remédio para tratamento precoce da doença, até que o atual ministro, general Eduardo Pazuello, assumiu e o uso da cloroquina passou a ser padrão recomendado pela pasta.

Na semana passada, o TCU também cobrou um posicionamento oficial do Ministério da Saúde sobre o uso do medicamento, depois que Pazuello mudou o seu posicionamento e passou a afirmar que a pasta não indica qualquer medicação para ser utilizada no combate à Covid-19.

Com os questionamentos e pedidos de informações, Zymler deixa antever que o objetivo do TCU é confirmar uma possível prática de crimes e apontar seus responsáveis.


 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também:

Editor Responsável: Luiz Augusto Erthal.

Redação e Comercial: Rua Santa Clara, 32, Ponta d'Areia, Niterói, RJ

CEP 24040-050 | (21) 2618-2972 | jornaltodapalavra@gmail.com

Os conceitos emitidos nas matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal. As colaborações, eventuais ou regulares, são feitas em caráter voluntário e aceitas pelo jornal sem qualquer compromisso trabalhista. © 2016 Mídia Express Comunicação.

A equipe

Editor Executivo: Luiz Augusto Erthal. Editor Rio: Vanderlei Borges. Editor Niterói: José Messias Xavier. Editores Assistentes: Apio Gomes e Osvaldo Maneschy. Editor de Arte: Augusto Erthal. Financeiro: Márcia Queiroz Erthal. Circulação, Divulgação e logística: Ernesto Guadalupe.

Uma publicação de Mídia Express 
Comunicação e Comércio Ltda.
Rua Santa Clara, 32, Ponta d’Areia, Niterói, Est. do Rio,

Cep 24040-050. 
Tel.: (21) 2618-297

jornaltodapalavra@gmail.com

  • contact_email_red-128
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle