TCU desmente Bolsonaro sobre mortes por covid


O Tribunal de Contas da União (TCU) desmentiu nesta segunda-feira (7) o presidente Jair Bolsonaro, que disse pela manhã que o tribunal havia produzido um relatório que constatava que cerca de metade das mortes registradas como consequências da Covid-19 no Brasil tiveram, na verdade, outra causa.

Falando a seus seguidores, na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro se referiu ao relatório do TCU como algo verdadeiro, que comprovaria o que ele disse.

“Olha, em primeira mão aqui para vocês: não é meu, é do tal do Tribunal de Contas da União, questionando o número de óbitos o ano passado por Covid. E ali, o relatório final não é conclusivo, mas em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid, segundo o Tribunal de Contas da União. Não é meu, não", falou Bolsonaro, que ainda acrescentou: "O relatório saiu há uns dias, lógico que a imprensa não vai divulgar, mas nós vamos hoje à tarde. Como é do TCU, ninguém vai me criticar por causa disso."

Para reforçar os seus questionamentos, feitos também por seus seguidores nas redes sociais, Bolsonaro ainda acrescentou: "Isso aí muita gente suspeitava, muitos vídeos vocês viram no WhatsApp etc., de pessoas reclamando que o ente querido não faleceu daquilo. É muito bem fundamentado, está bem claro. Só jornalista não vai entender, o resto todo mundo vai entender.”

Em nota divulgada na tarde desta mesma segunda-feira, o Tribunal de Contas da União negou a informação transmitida pelo presidente da República.

"O TCU esclarece que não há informações em relatórios do tribunal que apontem que ‘em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid’, conforme afirmação do Presidente Jair Bolsonaro divulgada hoje", diz a nota, de forma sucinta.

Mais que o dobro em 2021

Bolsonaro e seus aliados têm questionado os números de covid-19 no Brasil, que são compilados diariamente pelo Ministério da Saúde a partir de dados das secretarias de saúde municipais e estaduais, sob alegação de que os dados estariam inflados.

Bolsonaro já chegou a dizer, sobre a lotação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que “parece que só se morre de Covid” no país. No ano passado, ele insuflou apoiadores a invadir hospitais para confirmar se havia mesmo pessoas internadas com covid-19.

Em 2020, o Brasil registrou 194.949 vítimas da doença. Até esta segunda-feira (7 de junho de 2021), esse número mais que dobrou, são 473.404 mortes desde o início da pandemia .

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg