Temperatura em queda: SP registra madrugada mais fria do ano


(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A capital paulista teve nesta quinta-feira (5) a madrugada mais fria do ano, com as temperaturas chegando à média de 12,4ºC na cidade. Na região de Engenheiro Marsilac, localizada no extremo sul da cidade, o registro foi de 11ºC, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura. A tendência é acompanhada pelos estados do Sul e outros do Sudeste.

O início da manhã teve variação de nebulosidade, chuviscos e temperaturas baixas. Segundo os dados do CGE, maio registrou até o momento 6,7mm de chuva, o que representa aproximadamente 12% dos 56mm esperados para o mês.

Segundo as previsões do CGE, durante o dia devem ocorrer períodos de melhoria e o sol pode até aparecer rapidamente entre muitas nuvens, mas os ventos frios e úmidos que sopram do oceano impedem a elevação significativa das temperaturas, mantendo a sensação de frio.

As temperaturas máximas devem permanecer abaixo dos 22°C, com condições para garoa e chuviscos, alternados com períodos de melhoria até o final do dia, principalmente nos bairros mais próximos da Serra do Mar.

Próximos dias

A tendência para os próximos dias deve ser de madrugadas frias, mas durante o dia o sol deve aparecer entre nuvens e temperaturas máximas em elevação gradativas A sexta-feira (6) ainda deve começar com nebulosidade, chuviscos isolados e sensação de frio. Os termômetros variam entre mínimas de 13°C e máximas que podem chegar aos 22°C. No final da tarde a nebulosidade volta a aumentar, entretanto não há previsão de chuvas significativas.

No sábado (7), as mínimas devem oscilar em torno dos 14°C, enquanto as máximas podem superar os 24°C.

Segundo o MetSul, maio deve ser um mês de temperaturas regulares e chuva um pouco acima da média - apesar de já ser um mês mais seco que os do verão. O frio deve aparecer de forma moderada e deve-se notar uma amplitude térmica maior: noites frias e dias quentes. Ainda segundo a agência de meteorologia, o fim do mês pode trazer uma frente fria mais forte e geadas no Sul.


Com a Agência Brasil

300x250px.gif
728x90px.gif