top of page

Tráfego na Ponte Rio-Niterói é totalmente liberado após vistoria

O tráfego na Ponte Rio-Niterói foi totalmente liberado nesta terça-feira (15/11), por volta de 10h50. Até o início da manhã, apenas uma via, no sentido Rio, seguia interditada para vistoria no guarda-corpo. Equipes da Ecoponte analisaram os possíveis danos causados pelo choque de um navio à deriva.

Técnicos da EcoPonte realizam vistoria / Reprodução / TV Globo

Por volta das 18h de ontem (segunda, 14/11), uma embarcação se soltou do local onde estava fundeada, na Baía de Guanabara, e bateu de encontro à ponte, assutando quem passava na hora do acidente. As pistas nos dois sentidos foram interditadas completamente por três horas, mas depois começaram a ser parcialmente liberadas.


Ao final da vistoria, a Ecoponte afirmou que, apesar do forte impacto, a estrutura da via não foi comprometida e o trânsito normal foi autorizado.


A Marinha do Brasil informou que abriu inquérito para apurar as causas do ocorrido.


“Um Inquérito sobre Acidentes e Fatos de Navegação (IAFN) será instaurado para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente”, disse em nota.


O navio graneleiro São Luiz é um dos muitos que foram abandonados por seus donos no 'cemitério de sucata' que se formou ao longo dos anos na Baía de Guanabara, e é objeto de processo judicial.


Segundo a Marinha, enquanto a embarcação aguarda por decisão da justiça, permanecia fundeada em local predefinido pela Autoridade Marítima desde fevereiro de 2016, "sem oferecer riscos à navegação".


300x250px.gif
728x90px.gif
bottom of page