UFRJ alerta para o colapso da pandemia no Brasil


Praias precisam ser fechadas novamente - alerta nota técnica de grupo de estudo (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

O Brasil vai ter que se fechar novamente, se não quiser entrar em colapso com a pandemia. O número de casos vem aumentando desde o outubro sem um sinal de arrefecimento. Festas de fim de ano e reveillon com multidões nem pensar. Uma nota técnica, emitida neste domingo (29) pelo Grupo de Trabalho para Enfrentamento da Covid-19 da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), alerta que a rede de saúde precisa ser remobilizada e tudo o que não seja essencial para fazer girar a economia, como shows e praias, deve ser fechado. Entre outras recomendações, testagem, rastreamento e isolamento em massa.

De acordo com o especialista em saúde pública e professor da UFRJ, Roberto Medronho, em entrevista ao Globo, os números apontam claramente para uma situação de colapso, se as medidas de relaxamento não forem revistas. E o município do Rio de Janeiro, segundo ele, é dramático e emblemático, com cerca de 95% dos leitos de Covid-19 do SUS ocupados e uma média de 3 mil a 4 mil casos semanais, considerado "um absurdo".

Roberto Medronho não acredita que haverá a explosão do início do ano, mas haverá muitos casos, "suficientes para fazer o sistema colapsar e as pessoas morrerem sem atendimento", e não apenas no Rio de Janeiro - alerta.

Medronho afirmou que "o Brasil é um país sem planos nesta pandemia" e teme que a transição política nos municípios possa piorar tudo, "porque pode paralisar a máquina pública e, em consequência, o combate à pandemia". Se isto acontecer, "será um caos ainda maior", afirma.

"Todos os eventos culturais, esportivos e sociais [devem ser proibidos]. Não pode haver aglomeração e, por isso, praias precisam voltar a ser fechadas", sugere, acrescentando que "os horários precisam ser repensados para evitar aglomerações nos transportes", e finaliza: "Muitas pessoas acham que é possível aprender conviver com o coronavírus. Mas não é possível conviver com um assassino em massa. Temos uma epidemia paralela de falta de solidariedade e bom senso".

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 077 - páginas centrais.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP