top of page

Unidade de saúde para travestis e transexuais completa 4 anos

Inaugurado em 2018, o Ambulatório de Atenção à Saúde da População Travesti e Transexual João W. Nery, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde de Niterói, completou quatro anos de existência com 500 pessoas cadastradas. Em comemoração, na última quinta-feira (1/12), foi realizada uma roda de conversa na unidade, com orientações a respeito de direitos, promoção de saúde da população travesti e transexual, e oficina de poesias e colagens.

Foto: Lucas Benevides / Prefeitura de Niterói

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, falou sobre a unidade de atendimento.


“O ambulatório é um espaço exclusivo para as pessoas transexuais serem assistidas em seus processos de hormonização e, na lógica do cuidado integral à saúde, serem encaminhadas para o tratamento de outras demandas nas demais unidades de saúde do município”, explica.


Luiza Laiz Gonçalves recebe acompanhamento no ambulatório há mais de 3 anos e conta sobre sua experiência.


“O ambulatório trans de Niterói foi um caso de vida para mim, porque foi aqui que eu comecei a minha vida. Se eu não tivesse o apoio que tenho aqui, eu não saberia como seria hoje. Eu tive ajuda médica e psicológica e foi aqui que eu achei o que precisava. E digo o seguinte: isso aqui é necessário, muita gente precisa, não só eu.”

Foto: Lucas Benevides / Prefeitura de Niterói

A paciente também relata a diferença que sentiu desde o primeiro dia no tratamento que recebeu no ambulatório de Atenção à Saúde da População Travesti e Transexual.


“Senti muita diferença no tratamento, eu diria que os profissionais são a minha família, pois eu me sinto tão bem aqui, todos me reconhecem e me tratam muito bem. Então, é o lugar onde eu me apoio, onde eu tenho pessoas que me reconhecem, vai além do profissional.”


A coordenadora do ambulatório, Caroline Cabral, fala da ação realizada nesta quinta-feira.


“Essas propostas de atividades têm como objetivo, além da interação entre os usuáries do ambulatório, a criação de grupos de encontro mensal, a partir de janeiro de 2023 (Mês da Visibilidade Trans), para que, esses usuáries construam uma rede de apoio entre si, e mantenham sua relação com o Ambulatório e as Unidades de Saúde mais estreita”, explica.

Foto: Lucas Benevides / Prefeitura de Niterói

Sobre o ambulatório


Inaugurado em 2018, o ambulatório João W. Nery foi pioneiro entre todos os municípios do Rio de Janeiro. O local possui uma equipe composta por médico endocrinologista, enfermeiros, profissionais da Saúde Mental e assistentes sociais, garantindo o respeito à identidade de gênero e assegurando o exercício pleno da cidadania de todos. A unidade fica na Policlínica de Especialidades Sylvio Picanço, no Centro de Niterói. Os atendimentos podem ser marcados pelo telefone (21) 2612-8184.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250px.gif
728x90px.gif