Universidade alemã reforça suspeitas sobre currículo de Decotelli

Atualizado: 30 de jun. de 2020


Universidade alemã desmentiu informações sobre currículo do ministro Carlos Alberto Decotelli (Foto: Agência Brasil)

O novo ministro da Educação do governo Bolsonaro, Carlos Alberto Decotelli, foi desmascarado em mais uma informação curricular. Ao contrário do que ele informou e foi divulgado pelo Ministério da Educação e consta no Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq), Decotelli não estudou por dois anos nem obteve nenhum título de pós-doutorado na Universidade de Wüppertal, na Alemanha. O desmentido foi feito pela própria Universidade de Wüppertal, segundo reportagem do Globo. Esta é a terceira suspeição sobre o currículo do sucessor de Abraham Weitraub, que fugiu para os Estados Unidos no último dia 19, ameaçado por duas investigações abertas no Supremo Tribunal Federal (STF).

A Universidade de Wüppertal esclareceu que o ministro conduziu pesquisas por um período de três meses em 2016, mas sem concluir qualquer programa de pós-doutoramento, e afirmou ainda que Decotelli não obteve nenhum título naquela universidade.

Decotelli descreve em seu currículo que frequentou a Wüppertal entre 2015 e 2017.

Na última sexta-feira, o reitor da Universidade Nacional de Rosário (Argentina), Franco Bartolacci, informou que Decotelli não obteve um título de doutor em administração da Faculdade de Ciências Econômicas e Estatísticas e confirmou que a tese de doutorado foi reprovada.

Depois da repercussão negativa, o ministro alterou as informações sobre o currículo, excluindo o título da tese. Em resposta, o MEC divulgou um certificado atestando que Decotelli concluiu "todos os créditos do doutorado”, mas o ministério não se referiu ao título de doutor.

Outra suspeita se refere ao título de mestre informado no currículo por Decotelli. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) apura um eventual plágio na dissertação de mestrado de Decotelli, que reproduz, sem citações e referências bibliográficas, passagens inteiras de um relatório do Banrisul na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Decotelli frequentou o curso em Administração na FGV entre 2006 e 2008.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP