Vídeo mostra as agressões contra médica

Além das fotos já obtidas pela Polícia Civil, que está ajudando os investigadores a identificar os agressores - incluindo um policial militar - da médica Ticyana D'Azambuja, agora surge um vídeo de um circuito de segurança que mostra um trecho da brutal violência em plena luz do dia, no Grajaú.

O vídeo tem apenas 19 segundos, mas é o suficiente para ver a médica sendo levada sobre as costas de um homem pela calçada e a chegada de mais dois agressores - uma mulher de calça vermelha e um outro homem de bermuda e camiseta amarela. Eles dão socos e puxam o cabelo da vítima antes de - segundo o relato dramático feito por Ticyana no Facebook - ela ser jogada, chutada e pisoteada, provocando a fratura do seu joelho esquerdo e lesões nas duas mãos. Os agressores participavam de uma "festa do corona" próximo à casa da médica.

O vídeo também confirma um dos trechos mais angustiantes de seu depoimento, quando ela afirma que gritava por socorro, mas, mesmo diante de ato tão ultrajante, as pessoas passavam pela rua indiferentes à cena. As imagens mostram outros transeuntes cruzando com eles na calçada e carros circulando na rua sem prestar socorro.

Ticyana diz na mensagem publicada como desabafo que o comportamento insensível das pessoas que passaram por ela naquela momento de desespero a fez "perder a fé na humanidade". Mas ontem, ao deixar a 20a DP, onde prestou depoimento, ela afirmou ter recobrado a crença no homem e na existência do bem, ao ver a corrente de solidariedade que se formou depois que a história veio a público. E afirmou:

"Se um desses caras aparecer na minha mesa de cirurgia vou tratá-lo com todo amor."

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP